Cheganos Oficiais

Chega perde em média quase um vereador de dois em dois meses! Elegeu 19 agora “só” tem 13 vereadores

No final de setembro de 2021 o Chega elegeu 19 vereadores, passados 14 meses, perdeu 6 vereadores que passaram a independentes: Moura, Sesimbra, Seixal, Moita, Entroncamento e Sintra. Uma média de quase um vereador de dois em dois meses e não deve ficar por aqui. Dos 13 vereadores que ainda se mantêm com ligação ao partido de André Ventura: 2 foram eleitos deputados, 1 foi exonerado da liderança da concelhia pelo líder da distrital e esteve quase a passar a independente, 1 esteve em “análise” depois de ter sido descoberta uma condenação.

19 Vereadores eleitos pelo Chega – Restam 13
Moura Cidália Isabel Floreano Figueira Desfiliou-se e passou a vereadora independente em novembro de 2021.
Não poupou André Ventura “Deus me livre ter uma pessoa destas a governar o país! É uma VERGONHA!
Serpa Ana Cristina Véstia Moisão Foi eleita Presidente da Distrital de Beja, depois de concorrer em lista única.
Vila Verde Fernando José Dantas da Silva Era presidente da Concelhia de Vila Verde, mas foi exonerado pelo líder da Distrital de Braga. Mantém-se como vereador. Em novembro de 2022 ficou aliviado com o chumbo dos estatutos, pois esteve quase a afastar-se do Chega.
Loulé Fernando Jorge dos Santos
Portimão Pedro Humberto Terras Xavier Ex-autarca do PSD, que perdeu a confiança política dos sociais-democratas em 2014 depois de fazer um acordo com o PS.
Azambuja Maria Inês da Graça Louro Ex-autarca do PS e líder das Mulheres Socialista.
Cascais João Nuno Rodrigues dos Santos Irmão de José Rodrigues dos Santos, jornalista da RTP.
Loures Bruno Miguel de Oliveira Nunes Acumula o cargo de autarca com o lugar de deputado.
Odivelas Nuno Paulo de Sá Carneiro Beirão
Sintra Nuno Manuel Pinto Afonso Dias depois de ter apresentado a sua intenção de disputar a liderança do partido, a Distrital de Lisboa retirou-lhe a confiança política, numa decisão validada por André Ventura.
Ex-vice-presidente e ex-Chefe dos Assessores do Grupo Parlamentar.
Vila Franca de Xira José Manuel Pombinho Barreira Soares
Benavente Milena Alexandra Boto e Castro Vereadora do Chega foi condenada em processo de compra de sucata roubada a grupo liderado por GNR de Samora Correia. Direção do Chega disse na altura em que foi notícia, que desconhecia o caso, mas que iria tomar as “necessárias medidas”, no entanto até agora, não se sabe de nenhuma medida.
Entroncamento Luís Forinho Desfiliou-se e passou a vereador independente no inicio de abril de 2022. Acusou André Ventura de amiguismo e o Chega de não ser democrático.
Salvaterra de Magos Maria Helena Salema Lino Comadre do deputado e vereador em Santarém, Pedro Frazão.
Santarém Pedro Saraiva  Santos Frazão Acumula o cargo de autarca com o lugar de deputado.
Moita Ivo Manuel Pereira Pedaço Desfiliou-se e passou a vereador independente em março de 2022.
Revelou que foi alvo de tentativa de influência do voto favorável perante interesses pessoais e financeiros.
Seixal Henrique José Viçoso Freire Desfiliou-se e passou a vereador independente em fevereiro de 2022.
“O Chega consegue representar o que o sistema tem de pior”.
Sesimbra Márcio António de Souza Oliveira Desfiliou-se e passou a vereador independente em dezembro de 2021.
Confessou ter sentido Preconceito e Racismo no Chega.
Mangualde António Manuel Pais Silva Ex-vereador do PSD. Ex-diretor comercial da Tecnoforma, garantiu que “nunca” teve conhecimento de “qualquer influência política” de Pedro Passos Coelho nos negócios da empresa quando este era administrador.

 

PODE QUERER VER TAMBÉM:

Militante Nº 2 pondera processo-crime contra o Chega “Que Deus os capacite depressa ou o Grande Responsável disto tudo se retire rapidamente”

Ex-Vereadora do Chega na Câmara de Moura não poupa André Ventura “Só demonstra desinteresse pelo nosso Alentejo”

Ex-vereador do Chega no Seixal publica Nota de Imprensa “O Chega consegue representar o que o sistema tem de pior”

Partilhe

Leave a Reply