Cheganos Oficiais, Eugénia Santos, Maria Vieira, Patrícia Branco

Cheganas reagem ao facto do Novo Super-Homem ser Bissexual e Maria Vieira incentiva os comentários homofóbicos no Facebook

É demais para o verdadeiro Chegano! Numa banda desenhada que será lançada em novembro, e que certamente não estará disponível na Hungria, o novo Super-Homem vai ser bissexual e empenhado em questões sociais e ambientais, como as alterações climáticas.
Já houve reações de dirigentes do Chega, como foi o caso da Vice-presidente da Distrital do Chega Braga, Eugénia Santos, que está revoltada e recusa que a propaganda LGBT esteja associada ao bem social e ambiental, enquanto que Patrícia Branco, dirigente e deputada municipal pelo Chega em Lisboa, confessa que está sem paciência para esta agenda imposta por um grupo Minoritário que tenta condicionar o resto do mundo.
Mas, naturalmente, que Maria Vieira, a “Influencer” (o Vox tem a Cristina) e deputada municipal em Cascais pelo Chega, teve uma reação homofóbica (daquelas que lhe podem oferecer mais uma estadia de 30 dias fora do Facebook), e acha que mais dias menos dia “vamos ver o Tintin a mamar na boca do Capitão Haddock, o Corto Maltese a fazer sexo oral ao Rasputine e o Blake a sodomizar o Mortimer!!!”

Eugénia Santos, Vice-Presidente do Chega Braga, partilhou a notícia e escreveu:

Não é este o Mundo que quero para os meus filhos.
Cada um que viva a sua sexualidade como bem entender, mas está doutrinação, este “impingir” é contra todos os direitos de escolha, de compreensão, de humanidade. E quando tentam mostrar que está propaganda LGBT esta associada ao fazer o bem social e ambiental, mais revoltante é. Mentira, mentira, mentira!!!!!
Cada vez há menos tolerância, menos compreensão e menos apoio uns aos outros. A violência toma proporções nunca vistas!!! E estes activistas da treta incentivam cada vez mais o ódio e a raiva contra quem não pensa de igual modo.
Amem quem quiserem sem excluir, sem diferenciar, sem colocar etiquetas, porque isto não é incluir!!!!
Os mesmos que defendem esta propaganda, defendem um sistema económico igual para todos (no qual o trabalhador é quase um escravo sem direitos) e defendem a vinda indiscriminada de muçulmanos ao ocidente. Sim, aceitam o Islamismo. Essa religião tolerante que oprime as mulheres e mata os homossexuais!!!
A nova agenda mundial assusta e eu não quero isto para os meus filhos.
Lutemos pela pátria, pela família conservadora, pela inocência das nossas crianças!!!!
#nãoàpropagandaLGBT
#nãoaoislamismo
#nãoàideologiadegénero

Patrícia Branco, dirigente do Chega Lisboa, escreveu:

Cada vez mais sem paciência para esta agenda imposta por um grupo MINORITÁRIO que tenta condicionar o resto do mundo.
Já CHEGA desta porcaria, caramba! A família primeiro, parem de tentar promover estas trampas e deixem as crianças em paz!

Mas naturalmente, foi Maria Vieira, a “influencer” do Chega, que teve a reação mais homofóbica:

Fiquei hoje a saber a última «novidade» criada para promover a agenda da Ideologia de Género!
Como se já não bastassem todos os homens que se transformaram em mulheres e todas mulheres que se transformaram em homens e todos os travestis e todas as criaturas que passam o dia e a noite a falar na televisão sobre a sua homossexualidade nesses programas panfletários e deprimentes do Goucha, do Baião, da Pinheiro, da Ferreira, do Malato, do Herman, do Ramos, da Cautela e companhia LDA, só nos faltava agora saber que resolveram transformar o Super-Homem no Super-Homossexual!!!
Mais dia menos dia, ainda vamos ver o Tintin a mamar na boca do Capitão Haddock, o Corto Maltese a fazer sexo oral ao Rasputine e o Blake a sodomizar o Mortimer!!!
Na realidade, esta… enfim, esta linda decisão, que visa de uma maneira parva e absolutamente ditatorial, combater aquilo a que resolveram chamar de homofobia (seja lá o que isso for) é apenas mais um disparate colossal, uma forma de nos empurrarem a Ideologia de Género pela goela abaixo e de se apoderarem de uma personagem que nasceu nos anos 30 do século passado, transformando-a num herói que não foi inventado por eles e que não lhes pertence de todo, num fantoche que desta forma deixa de ser de todos para passar a ser de uma minoria, cujo objectivo é sobretudo o de impor a sua sexualidade ao resto do mundo!
E fica assim a ideia de que transformar um heterossexual num homossexual é legitimo e perfeitamente normal, mas acolher aqueles homossexuais que procuram a ajuda de psicólogos (e isso acontece com alguma frequência e já foi bastas vezes noticiado) para eventualmente deixarem de sentir atracção por pessoas do mesmo sexo é ilegítimo, é condenável e é absolutamente reprovável! Sabem aquela coisa do «dois pesos, duas medidas»? Pois é, é isso mesmo.
Eu e o meu marido somos fãs e consumidores de banda desenhada desde crianças e possuímos uma vasta colecção de obras dessa arte, mas nenhum de nós é ou foi apreciador do Super-Homem, do Homem-Aranha ou do Batman, porque nós gostamos mais de outro género de BD, nomeadamente aquela que foi e é produzida na Europa e em particular na França e na Bélgica, mas não sei porquê, algo me diz que esta nova versão do Super-Homem vai ser o maior fiasco da história da BD e que muito depressa o herói americano passará a ser aquilo que sempre foi, rejeitando aquilo em que, de forma muito infeliz, resolveram transformá-lo.
“Will see”…

A sua mensagem está repleta de comentários homofóbicos seus e de seus seguidores.

PODE QUERER VER TAMBÉM:

Maria Vieira recusa-se a fazer testes e a ser vacinada e ficou novamente de castigo no Facebook

Maria Vieira saiu do Castigo de 30 dias no Facebook e está previsto um gigantesco aumento de comentários homofóbicos

Maria Vieira promove a Homofobia no Facebook o que resulta em insultos homofóbicos de Cheganos

Partilhe

Leave a Reply