Cheganos Oficiais, Fernanda Marques Lopes

Fundadora do Chega impugnou no Conselho de Jurisdição a decisão do partido de suspender as eleições internas

Fernanda Marques Lopes, Fundadora do Chega e Militante Nº 3, impugnou junto do Conselho de Jurisdição a decisão tomada na reunião do Conselho Nacional realizado no Porto, no passado dia 9, de suspender as eleições internas para Concelhias e Distritais pelo prazo máximo de um ano.
A impugnação, subscrita por outros dirigentes e militantes do partido de André Ventura, foi apresentada segundo a Conselheira Nacional Nº 18 devido a terem sido violadas várias regras e leis e por estar em causa a democracia interna.
A deputada da Assembleia Municipal da Lourinhã e ex-Presidente do Conselho de Jurisdição do Chega em declarações à revista Visão afirmou que a democracia e transparência estão em causa no partido, apontou várias falhas ao Conselho Nacional e acusou o núcleo dirigente de se esquecer das regras básicas da democracia e de meter o líder numa bolha:
Ver entrevista na Revista Visão.

PODE QUERER VER TAMBÉM:

Fundador e ex-vice-Presidente do Chega critica André Ventura “Não é postura de um homem, de uma figura pública,… É de arruaceiro”

Fundador do Chega e único opositor interno que disputou liderança com André Ventura desvinculou-se

A fundadora Lucinda Ribeiro diz que o Chega já é uma Ditadura e que André Ventura é pior que António Costa

Partilhe

Leave a Reply