Ex-Cheganos Oficiais, Fernando Arriscado, João Almeida, João Leitão, José Carlos Silva

Ex-Dirigentes acusam o Chega de falta de democracia interna e confirmam debandada

Militantes que abandonaram o Chega na última semana de 2021 convocaram uma conferência de imprensa para denunciar o Nepotismo e Censura que existe no partido, e acusar também o Chega de ser um Seita sem propostas para o País e André Ventura de impor o “culto da personalidade”.
Alguns órgãos de comunicação social marcaram presença, como foi o caso da SIC que fez uma pequena reportagem, ou do Jornal Novo que fez um artigo onde dá a palavra a várias acusações dos dissidentes.
João Leitão, ex-vice-presidente da Concelhia do Chega Maia, afirma que há uma saída em massa de militantes do Chega um pouco por todo o país, e dá o exemplo do Porto:

Havia mais de 5 mil militantes a pagar quotas. Mas no último congresso percebeu-se que agora não chegam a mil. Isso significa que há realmente um descrédito muito grande e um desânimo e que as pessoas começaram a perceber que realmente é um partido vazio de ideias.
Existem centenas de desfiliações a nível nacional. Os portugueses de bem estão em debandada do Chega.
O Chega é hoje um partido onde, das bases à direção nacional, prolifera o nepotismo e o clientelismo.
Dentro do Chega impera a ditadura e a censura. Dizermos, por exemplo, que numa determinada concelhia existe nepotismo era motivo para recebermos uma ordem de suspensão ou até de expulsão do partido. Mas não é a censura que nos vai calar. Por isso, desfiliamo-nos e já podemos falar. Falaríamos na mesma, mas não lhes damos o gosto de nos suspenderem ou expulsarem.

João Almeida em declarações ao jornal revela o caso denunciado de nepotismo na Maia, e critica André Ventura que apesar de ter conhecimento, ter nomeado o líder da distrital, Rui Afonso, como cabeça-de-lista pelo Porto às legislativas de 30 de Janeiro.

Enviámos emails para o André Ventura e, mesmo assim, ele nomeou como candidato a deputado o líder da distrital [Rui Afonso] que deixou perpetuar isto tudo.

O ex-coordenador de núcleo de freguesia da concelhia da Maia acusa ainda o partido de falta de democracia:

Estamos há três congressos para conseguir eleições para as concelhias. É isto que André Ventura acha que é democracia interna?

Fernando Arriscado, ex-Coordenador do Chega Póvoa de Varzim e ex-candidato autárquico, diz que não existe democracia interna, e dá o exemplo da moção que propunha eleições internas dentro do partido que foi chumbada no último congresso:

Quando chegámos lá, batemos completamente contra uma parede. Estava tudo montado para a nossa moção ser rejeitada. Fui avisado de que o André [Ventura] não queria as eleições e não me deveria meter por ali.
Um dos pontos intocáveis no Chega é que não pode haver poder nas bases. Se houver poder na base, vamos retirar poder ao André Ventura

João Leitão acusa também André Ventura de “escolher as pessoas para estar ao lado dele em função de favores ou interesses. Não existe um critério de meritocracia ou de competência”.
Fernando Arriscado diz ainda que não se filiou no Chega pelo programa, mas pelo líder, “que fala bem”:

Conheço uma pessoa que diz que o André Ventura é um encantador de burros e os burros somos nós. E eu hoje reconheço que ele está coberto de razão.
Queríamos um partido que defendesse a direita, mas não é isso que acontece. Achei que podia mudar isto por dentro. Não consegui e por isso tomei a decisão de sair. Dei a cara pelo partido e, por isso, agora tenho de explicar as razões da minha saída e explicar às pessoas que enganei sem querer. Desculpem mas também fomos enganados.

José Carlos Silva, também ex-coordenador de núcleo de freguesia da concelhia da Maia, confessa-se desiludido com o Chega, apesar de ter “conhecido pessoas maravilhosas”, também conheceu “o pior que há no ser humano”.

A hipocrisia, falta de ética e a traição [de quem não olha a meios para alcançar objectivos].
O partido está completamente minado de gente incapaz de proteger o bem comum.

PODE QUERER VER TAMBÉM:

Ex-militantes que ajudaram a fundar o Chega acusam o partido de Nepotismo, Censura e de ser uma Seita

Fundadora do Chega promove vídeo de Mandatária do ADN que tinha sido Mandatária de André Ventura

Ex-Vice do Chega Maia responde a Deputado do Chega Açores: “Vamos apoiar aqueles que só têm agendas pessoais?”

Partilhe

Leave a Reply