Carlos Tendeiro, Ex-Cheganos Oficiais, Rui Pedro Coutinho Boaventura

Dirigente do Chega de Faro revela Nepotismo, um Cabeça de Lista condenado e pede a Desfiliação do partido

Carlos Tendeiro, Presidente da Mesa de Assembleia de Faro do Chega, que já se demitiu duas vezes do seu cargo, mas ainda não teve resposta, usou ainda a sua qualidade de Presidente da Mesa para denunciar algumas situações de Nepotismo e de um cabeça de lista do partido com sentença transitada em julgado o ano passado (parece que o Chega dizia que ia exigir Registo Criminal aos dirigentes). O guarda noturno em Lagos, advogado estagiário, Carlos Tendeiro, aproveitou a mensagem para pedir a desfiliação do partido no imediato:

Caríssimos militantes
Ainda na qualidade de Presidente da Mesa venho denunciar o seguinte.
André Ventura defende:
“A lei definirá as inelegibilidades de familiares para os diversos cargos políticos, sendo expressamente proibidas relações familiares de 1° e 2°grau dentro do Governo, do mesmo Grupo Parlamentar na Assembleia da República ou nas Assembleias Legislativas Regionais, ou ainda na mesma lista de candidatura a Órgão Regional ou Local”.
Ora, também eu o defendo, isto e a luta contra compadrios, lugares para amigos e familiares.
Era para ser mandatário em Lagos, mas numa conversa da concelhia, por não admitir certos ataques mencionei que iria abdicar do cargo.
Na sequência disso descubro que existem dois irmãos como cabeças de lista, um para a Assembleia Municipal e outro para a Junta de Freguesia da Praia da Luz.
Ora, André Ventura não é contra isso?
Não queria que tal fosse proibido por Lei?
Caros Militantes, para mim CHEGA, foi apresentado um cabeça de lista com sentença transitada em julgado o ano passado, agora foram aprovados dois irmãos como cabeças de lista no mesmo concelho, Lagos.
Ora, André Ventura e o partido não são contra isto?
Como é que tal foi aprovado?
Ora, face ao exposto, irei pedir a desfiliação do partido no imediato, pois para situações destas já temos os partidos do sistema.
Cansei de ver atropelos aos direitos dos militantes, àquilo que se fala contra, nos outros, e praticamos no nosso partido.
A minha dignidade não está à venda, nem o meu caráter, bati de frente com o sistema para evitar candidatos por compadrio, o que me levou a ser difamado na comunicação social, mas defendi o partido e a apenas uma semana da apresentação dos candidatos descubro compadrio de irmãos, como cabeças de lista.
Bem haja a todo os militantes, tinham de saber o que se passa e que não é muito diferente do passado nem dos outros partidos, ditos do sistema.

Pedro Boaventura, militante que apresentou no último Congresso a Moção contra o Nepotismo, e posteriormente foi suspenso e proposta a sua expulsão, comentou:

👏👏👏👏
Integridade e moral acima de tudo!
Dizer uma coisa (acusando os outros) e permitir o mesmo dentro de “casa”, nao faz bater a bota com a perdigota!
Retidão acima de tudo!
Bem haja a si! 😉

Carlos Tendeiro respondeu:

Como pelos vistos este tipo de situações não acabam, sendo mesmo crescentes, onde a comunicação do partido em nada funciona, resta sair, porque mudar, não parece ser a opção de quem lidera o partido, logo, sou eu que estou a mais. Bem haja e espero que pelo menos me respondam ao pedido de desfiliação que já foi feito.

Rui Pedro Coutinho Boaventura, ex-militante 1065 do Chega Braga, respondeu:

infelizmente, é um constante e sucessivo facto!
Algum dia irão entender e perceber que afinal o povo não anda a dormir, nem come gelados com a testa!
Desde que vi a minha moção (N°40) ser aplaudida por membros da Direção Nacional, aquando a sua votação de “Não Aprovada”, caí (infelizmente) na real, e percebi que o partido não é o que era, não é o que diz ser, e que é simplesmente “mais um partido”, como tantos outros que já existem!
Muita gente ainda não quer acreditar nisso, mas não há nada que o tempo não revele!
Resta-me apenas assistir ao que é inevitável!
O tempo nos dará a razão!

PODE QUERER VER TAMBÉM:

Presidente da Mesa de Assembleia do Chega de Faro tenta demitir-se pela segunda vez!

Presidente da Mesa de Assembleia de Faro do Chega pediu a exoneração por não ter respostas do CJN e da Comissão de Ética

Militante do Chega que apresentou a Moção contra o Nepotismo foi suspenso e proposta a sua expulsão

Partilhe

Leave a Reply