Cheganos Oficiais, Diogo Pacheco de Amorim, Gabriel Mithá Ribeiro

Candidato do Chega a Vice-presidente da Assembleia da República diz-se vítima de racismo no Parlamento

Perante o olhar incrédulo do primeiro candidato do Chega a Vice-presidente da Assembleia da República, Diogo Pacheco de Amorim, que recentemente disse “A nossa cor de origem é branca e a nossa raça é a raça caucasiana“, e apesar de ter conseguido mais dois votos que o seu “camarada” de partido, Gabriel Mithá Ribeiro, que disse que o Racismo deixou de existir, diz-se vítima de racismo no Parlamento. Já não é a primeira vez que o Vice-presidente do Chega confessou ser vítima de racismo, pois durante as autárquicas afirmou à imprensa que foi vítima de racismo e xenofobia.

PODE QUERER VER TAMBÉM:

Vice-presidente do Chega que defendeu que o “Racismo deixou de existir” afirma ter sido vítima de Racismo e Xenofobia

Jornalista da CNN/TVI desmente deputado do Chega que se sentiu discriminado

Candidatos do Chega a Vice-presidente do Chega só conseguiram 35 e 37 votos cada um “É a Democracia a funcionar”

Partilhe

Leave a Reply