Cheganos Oficiais, Diogo Pacheco de Amorim, Gabriel Mithá Ribeiro, João Cotrim de Figueiredo

Candidatos do Chega a Vice-presidente do Chega só conseguiram 35 e 37 votos cada um “É a Democracia a funcionar”

Diogo Pacheco de Amorim do Chega conseguiu apenas 35 votos a favor (183 brancos e seis nulos) e João Cotrim de Figueiredo, líder do Iniciativa Liberal, ficou-se pelos 108 votos (110 brancos e seis nulos), aquém dos 116 votos necessários para obterem a maioria absoluta e serem eleitos.
Adão Silva, do PSD, com 190 votos (28 brancos e seis nulos), e Edite Estrela com 159 votos a favor (59 brancos e seis nulos), foram eleitos como Vice-presidentes da Assembleia da República.
Na segunda votação, o Iniciativa Liberal que não propôs nenhum candidato, desdramatiza, dizendo que “é a democracia a funcionar”, enquanto que o Chega propôs Gabriel Mithá Ribeiro, que também não foi eleito, conseguindo apenas 37 votos a favor (177 brancos e 11 nulos).
Os lugares que seriam do Chega e do Iniciativa Liberal ficam vagos, funcionando o Parlamento com apenas três vice-presidentes.

PODE QUERER VER TAMBÉM:

Deputado do Chega confirmou que colocou Like em mensagem da oposição interna que desafiava André Ventura a justificar a contratação da ex-deputada do PAN

Deputado do Chega que ameaçou invadir Lisboa se proibissem a Tauromaquia defende contratação de ex-deputada que queria acabar com as touradas

André Ventura e 2 deputados do Chega afinal vão mesmo ser julgados pelo Crime de Desobediência

Partilhe

Leave a Reply