André Ventura, Cheganos Oficiais

André Ventura não esteve nas votações para reduzir para 35 horas o limite máximo de trabalho semanal

André Ventura preferiu estar na Madeira, na apresentação dos candidatos autárquicos, do que nas votações na Assembleia da República para reduzir o limite máximo do horário semanal de trabalho para todos os trabalhadores para 35 horas (Projetos de Lei do PCP e do Bloco de Esquerda) e para repor os 25 dias de férias anuais (Projetos de Lei do PCP, BE, PEV e PAN). No entanto, o voto do deputado único do Chega não faria a diferença, porque estes projectos foram chumbados com os votos contra do PS, PSD, CDS e o deputado único da Iniciativa Liberal (João Cotrim Figueiredo, votou à distância por se encontrar em isolamento profilático).
O único projeto a ser aprovado, foi o projeto do PCP que impõe limitações aos contratos a prazo e altera o período experimental, que teve votos a favor do PS, BE, PCP, PAN, PEV e as duas deputadas não inscritas Joacine Katar Moreira e Cristina Rodrigues, e os votos contra do PSD, CDS-PP e IL.

Partilhe

Leave a Reply