Cheganos Oficiais, Diogo Pacheco de Amorim

Diogo Pacheco de Amorim diz que mandar alguém para a sua Terra não é Racismo nem Xenofobia “É uma Expressão”

Diogo Pacheco de Amorim, esteve ontem na SIC Notícias a defender a sua frase “A nossa cor de origem é branca e a nossa raça é a raça caucasiana”, bem como “expressões e símbolos que o Chega usa que estão associadas ao estado fascista”.
O primeiro candidato apresentado pelo Chega a vice-presidente da Assembleia da República, esqueceu-se de algumas preguntas do entrevistado, não soube responder a algumas perguntas, trocou datas de eleições, e disse que mandar alguém para a sua Terra não é Xenofobia:

É claramente um abuso associar isso a Racismo e Xenofobia, é uma expressão que se usa, e que só de má fé é que é um símbolo de racismo, não é!

Afirma que tem orgulho no seu passado, nomeadamente por ter pertencido ao MDLP, organização terrorista com ligações à igreja católica, suspeita de vários atentados bombistas que resultaram na morte de múltiplos inocentes.

PODE QUERER VER TAMBÉM:

Ex-vereador do Chega em Sesimbra confessa ter sentido Preconceito e Racismo no partido de André Ventura

Vice-presidente do Chega que defendeu que o “Racismo deixou de existir” afirma ter sido vítima de Racismo e Xenofobia

Luc Mombito, que foi vítima de Racismo mas participou em manifestações a negar Racismo, regressou ao Twitter

Partilhe

Leave a Reply