Anti Cheganos, Inês de Sousa Real

PAN acusa o Chega de atacar a comunidade LGBTQIA+ e Inês Sousa Real oferece dicionário a André Ventura

No dia em que um professor de religião e moral de uma escola de Famalicão foi acusado de 95 crimes de abuso sexual de 15 alunas menores, André Ventura mostrou-se preocupado com a possibilidade de crianças em processo de transição social de identidade e expressão de género possam ser tratadas pelo nome atribuído e escolher a casa de banho que querem nas escolas. O PAN respondeu e acusou o Chega de atacar a comunidade LGBTQIA+ e de não saber o que é autodeterminação de género nem identidade de género, enquanto que Inês de Sousa Real fez questão de fazer chegar a André Ventura o dicionário LGBTQIA+.

❗ O CHEGA NÃO SABE O QUE É AUTODETERMINAÇÃO DE GÉNERO NEM IDENTIDADE DE GÉNERO ❗
? Numa atitude que em nada nos choca, o deputado André Ventura, do Chega, atacou mais uma vez a comunidade LGBTQIA+ ao declarar-se contra a autodeterminação dos jovens em transição social de identidade, escandalizando-se com o facto destes jovens poderem escolher ser tratados pelo nome que pretendem e utilizarem a casa de banho correspondente à sua identidade de género.s i
? A nossa porta-voz Inês de Sousa Real fez questão de fazer chegar ao Chega o dicionário LGBTQIA+, para que consigam finalmente respeitar toda a gente na sua identidade e pluralidade.

PODE QUERER VER TAMBÉM:

Chega pediu às Distritais para alterarem com urgência hashtag para não ser associado à comunidade LGBTI+

Banida “temporariamente” do Facebook, Maria Vieira estreia-se no Twitter para defender Putin, atacar o “fantoche Zelensky” e a comunidade LGBT+

Ex-Deputada do PAN Cristina Rodrigues, anti-touradas e defensora LGBT+, vai ser assessora parlamentar do Chega

Leave a Reply