Cheganos Oficiais

O Chega quer comprar ao Patriarcado de Lisboa a sede do CDS por 7 milhões ou alugar por 5 mil euros por mês

Depois de ter “roubado” as salas no parlamento, um conselheiro, uma adjunta, uma Secretária de Apoio e um motorista que pertenciam ao Grupo Parlamentar do CDS, o Chega prepara-se para ficar com a sede do partido liderado por Nuno Melo.
O partido de André Ventura quer comprar ao Patriarcado de Lisboa, circunscrição eclesiástica da Igreja Católica em Portugal com sede em Lisboa, a sede que pertenceu ao CDS no largo do Caldas por 7 milhões ou alugar até 5 mil euros por mês.
Segundo a CNN Portugal, notícia partilhada pela página do Chega, o partido de extrema-direita aproveita assim as dificuldades financeiras dos democratas cristãos, que deixaram de ter representação na Assembleia da República. o que fez cair a subvenção mensal partidária de 70 mil euros para apenas 20 mil euros, tornando a situação financeira do partido instável.

PODE QUERER VER TAMBÉM:

Apoio ao Grupo parlamentar do Chega ganhou uma ativista anti-touradas, um amigo de André Ventura e 4 ex-funcionários do Grupo do CDS

Quem são os 12 deputados eleitos pelo Chega? Ex-PSD, CDS, MDLP, Aliança

André Ventura trata o líder do CDS por “puto” mas depois corrige para “rapaz”

Partilhe

Leave a Reply