Cheganos Oficiais, Nuno Saraiva, Pedro Pinto

Líder do grupo parlamentar do Chega ameaçou na Assembleia da República um assessor do PS com violência física

Pedro Pinto, líder do grupo parlamentar do Chega, ameaçou de violência física Nuno Saraiva, assessor do grupo parlamentar socialista, nos corredores da Assembleia da República.
Segundo o jornal Observador o episódio aconteceu ontem, dia em que os deputados do partido de André Ventura abandonaram o plenário em protesto com o presidente da Assembleia da República, e o incidente com o assessor do PS foi testemunhado por assessores de imprensa, deputados e outros jornalistas.
O assessor da bancada socialista, Nuno Saraiva, estava no corredor quando foi abordado por Pedro Pinto, deputado do Chega, num tom que várias pessoas que assistiram classificam de “ameaçador”, “intimidatório” ou “agressivo“.
A mesma notícia avança que em causa terão estado publicações de Nuno Saraiva nas redes sociais a propósito do debate sobre imigrantes.
O assessor do PS partilhou ontem nas redes sociais o vídeo da intervenção de Augusto Santos Silva e escreveu:

Isto é defender a dignidade da Democracia, das instituições e de todos os cidadãos. É assim que se combatem os fascistas, racistas e xenófobos, saudosistas do 24 de abril de 1974. Obrigado Augusto Santos Silva, Presidente da Assembleia da República!

Mas este não terá sido o único episódio tenso a envolver dirigentes do Chega, pois nesse mesmo dia, o ex-assessor parlamentar Manuel Matias também questionou um dos jornalistas que estava numa conferência de imprensa.

PODE QUERER VER TAMBÉM:

A “birrinha” do grupo parlamentar do Chega fez com faltassem a 55 votações e que o seu Projeto de Lei tivesse um resultado histórico

Momento de humor no Parlamento: Deputado do Chega chegou atrasado e não sabia que o seu grupo tinha abandonado

Augusto Santos Silva repreendeu André Ventura para defender os imigrantes e o Chega abandonou mais uma vez o Parlamento

Partilhe

Leave a Reply