André Ventura, Cheganos Oficiais, Pedro Domingos da Graça Marques

Ditadura do Chega? André Ventura confessa que escolhe os nomes para as listas para Delegados! “Ministério Público pode não achar piada”

Ditadura? Que o Chega é um partido de um homem só, já não é novidade, tão só, que André Ventura até confessa nas redes sociais que é ele que escolhe os nomes das listas “vencedoras” para Delegados do Congresso.
No entanto há quem ache, caso do “ex-candidato” a presidente do Chega, Pedro Domingos da Graça Marques, que o “Ministério Público pode não achar piada à confissão pública deste atropelo aos estatutos do Partido”.

André Ventura partilhou uma foto com Pedro Pessanha, Presidente da Distrital do Chega de Lisboa, e escreveu nas redes sociais:

Depois de confrontar o Ministro das Finanças no Parlamento, ainda estive com o Presidente da Distrital de Lisboa, na sede nacional, a fechar listas para o IV Congresso do CHEGA. Quase nem sinto que é sexta feira!

Pedro Domingos da Graça Marques, partilhou a mensagem de André Ventura, e escreveu:

Bem-vindos à Coreia do Norte.
Bem-vindos ao novo CHEGA.
Já nem sei se sinto mais vergonha por ver o Presidente do Partido a assumir públicamente que é ele que faz as listas de candidatos das Distritais a um Congresso partidário 😳😳😳, ou se tenho mais vergonha de Presidentes de Distritais que assumem públicamente que efectivamente não servem para nada.

Pedro Domingos da Graça, ex-dirigente do PNR, comentou ainda:

Qual é a parte que é difícil perceber que isso é uma ingerência nas competências das Distritais?
Vamos ver se depois o Ministério Público vai achar muita piada a esta confissão pública de atropelo aos estatutos do Partido.

Pedro Boaventura, ex-dirigente do Chega e primeiro subscritor da moção contra o Nepotismo, também comentou:

Lamentável!!! É esta a democracia que desejam? Escolhas “a dedo”?
Democracia =/= Ditadura!!!

Pedro Domingos da Graça, respondeu na sua mensagem:

Depois o Ministério Público logo se pronunciará sobre a interferência pública do Presidente do Partido nas listas a Delegados.
É chato, não é?

Não é isso que aí está escrito, apoiar uma lista não é estar a fechar uma lista, que estatutariamente não faz parte das atribuições do Presidente do Partido, são coisas diferentes.
O Presidente pode apoiar a nível pessoal todas as listas a todos os órgãos que quiser, não pode é elaborar as listas dos delegados ao congresso, senão para que é que serve um congresso?

PODE QUERER VER TAMBÉM:

Chega ia recorrer para o Tribunal Constitucional mas no Email “esqueceram-se” de anexar a Resposta

Tribunal Constitucional considera que o Chega está Ilegal há um ano e terá que fazer um Congresso Extraordinário

Supremo Tribunal Administrativo decidiu mais uma vez contra o Chega

Partilhe

Leave a Reply