André Ventura, Cheganos Oficiais

André Ventura nunca foi à tropa mas quer o regresso do Serviço Militar Obrigatório

André Ventura defende o regresso do Serviço Militar Obrigatório, mas nunca foi à tropa. O líder do Chega que esteve hoje num almoço no Porto, onde também participaram alguns ex-Combatentes do Ultramar, e onde recebeu de oferta um uniforme militar, não merecido, pois nem a recruta fez, disse no inicio do mês à revista Sábado que o partido admite propor o regresso do Serviço Militar Obrigatório.
O Chega não tem no seu Programa para as Legislativas de 2022, nem nas 100 medidas de governo, qualquer alusão ao serviço militar obrigatório, no entanto à revista admite apresentar uma proposta sobre o regresso da “tropa” para homens e mulheres.
O Serviço Militar Obrigatório terminou formalmente em Portugal a 19 de Novembro de 2004 mas na prática terminou dois meses antes, a 19 de Setembro desse ano, data a partir da qual os três ramos das Forças Armadas passaram a contar apenas com voluntários contratados.
Tendo em conta que André Claro Amaral Ventura nasceu a 15 de janeiro de 1983, em 2004 já teria 21 anos, idade com a qual já poderia ter concluído a tropa, no entanto era possível pedir o adiamento por várias situações, como por exemplo para concluir os estudos, desde que estudasse na Universidade, até que completasse 30 anos de idade.

PODE QUERER VER TAMBÉM:

Task Force do Chega não usa máscara? Comitiva de André Ventura acusada de não cumprir medidas sanitárias

Bruxo de Fafe afirma ter feito uma aliança com André Ventura para salvar Portugal

Lucinda Ribeiro respondeu a André Ventura “Sempre tive o meu emprego e nunca me pagaram jantares ou estadias”

Partilhe

Leave a Reply