Cheganos Oficiais, Últimas Notícias

Agência Lusa condena utilização abusiva do seu serviço e nome pelo Jornal do Chega e está a analisar “todas as consequências”

Para desculpar o facto de existirem centenas de policias, simpatizantes do partido de André Ventura, que fazem comentários racistas e que incitem à violência nas redes sociais, o Chega vira-se contra os jornalistas que formam o Consórcio de Rede de Jornalistas de Investigação e acusa-os de ativismo político ligado à esquerda e extrema-esquerda.
Mas no artigo com o título “As perigosas ligações do Consórcio de Jornalistas”, onde em momento algum justificam os comentários de ódio, o jornal do partido de extrema direita, Folha Nacional, por lapso atribuiu o artigo à Agência Lusa, comprovado numa atualização do próprio jornal em letras mais pequenas no final do artigo:

* Por lapso este artigo foi publicado inicialmente com o ‘logotipo’ da Agência Lusa.
A Direção do Folha Nacional pede desculpas pelo sucedido.

A Agência Lusa reagiu num comunicado conjunto da administração e da direção de informação da Lusa, divulgado no dia em que foi publicado, e condena utilização abusiva do serviço e nome da agência pelo partido Chega:

Lisboa, 19 nov 2022 (Lusa) – A administração e a direção de informação da Lusa condenaram hoje a utilização abusiva do serviço e da imagem da agência num artigo do jornal do partido Chega e está a analisar “todas as consequências” deste acto.

No entanto, a única consequência que conhecemos deste acto é a divulgação em vários meios de comunicação social do artigo em causa.

PODE QUERER VER TAMBÉM:

Investigação 74: Ligações entre o Movimento Zero e o Chega! Identificados polícias com discursos de ódio no Facebook

Segundo episódio da Grande Reportagem “Quando o ódio veste farda” (vídeo)

Setenta e Quatro publicam investigação sobre os Proud Boys Portugal: Grupo de extrema-direita que tem ligações ao Chega

Partilhe

Leave a Reply