Cheganos Oficiais, Diamantino Graça, Luís Forinho

Único vereador eleito pelo Chega no Entroncamento renunciou por “algo grave”: “Não consigo lidar com a mentira, as ameaças, a coacção”

Diamantino da Conceição Marcelino da Graça, único vereador eleito pelo Chega à Câmara Municipal do Entroncamento, confessou à agência Lusa que “aconteceu algo grave” que o levou a renunciar ao cargo, envolvendo pessoas do partido mas não quis especificar as razões: “Não consigo lidar com a mentira, as ameaças, a coacção”.
O antigo ferroviário afirmou sentir-se mal para com que votou em si, mas explicou a situação aos eleitores que o contactaram pessoalmente e diz que o fará igualmente ao presidente do Chega, André Ventura, se este quiser conhecer os motivos na origem da sua renúncia.
Diamantino Graça afirmou ainda que a sua militância ativa vai depender da existência de um contacto do Chega, sublinhando que poderia ter assumido o cargo como independente, mas não o fez: “Não cuspo no prato onde comi”.
A Distrital de Santarém do Chega afirmou que o vereador eleito “pediu a sua renúncia por motivos pessoais”, adiantando que Luís Forinho foi nomeado número dois por reunir “as qualidades necessárias”, enquanto que Isabel Sousa, presidente da concelhia do Chega do Entroncamento disse desconhecer qualquer situação.
O número dois da lista, Luís Forinho, ex-Legião Estrangeira, tomou hoje posse como vereador.

PODE QUERER VER TAMBÉM:

Vereador do Chega eleito para a Câmara do Entroncamento renunciou ao mandato devido a conflitos internos! Traição?

André Ventura promove Thread “conspirador” de fundadora do Vox que diz que Cuba e o BE preparam ações violentas contra o Chega

Presidente da Comissão do Chega do Entroncamento demitiu-se por divergência na forma de praticar política

Partilhe

Leave a Reply