Últimas Notícias

Os dois candidatos à liderança do Iniciativa Liberal garantem que o Chega não conta para uma coligação de direita

O Iniciativa Liberal vai a votos em janeiro para escolher a nova liderança do partido, mas há já uma garantia, o Chega continua a não contar para uma coligação governativa de direita.
João Cotrim de Figueiredo sempre colocou o partido de André Ventura na “linha vermelha” para um possível governo de direita e os candidatos a líder do partido fundado em 2017, Rui Rocha e Carla Castro, mantêm o mesmo discurso em relação ao partido de extrema-direita:

O Chega não conta… Será sempre uma linha vermelha

Em novembro do ano passado, Rui Rocha escrevia numa crónica no jornal Novo:

Votar no Chega não envolve, assim, apenas a questão ética ditada pelas linhas vermelhas do populismo básico, da xenofobia e do ressabiamento. A partir de agora, o voto no partido de Ventura encerra também o problema prático da opção por uma estrada que, por muitas voltas que se dê, desemboca sempre no Largo do Rato e que, eventualmente, promove a continuação do PS, do PCP e do Bloco de Esquerda no poder.

PODE QUERER VER TAMBÉM:

Deputado do Iniciativa Liberal arrasa o Chega “Entre nós há uma Muralha imensa de decência”

Chega diz que a Iniciativa Liberal é de Esquerda porque votou a favor da Eutanásia! Chega votou ao lado do PCP!

Deputada da Iniciativa Liberal arrasa projeto atabalhoado do Chega sobre castração química

Partilhe

Leave a Reply