Anti Cheganos, Guilherme Leite

Guilherme Leite defende Ricardo Araújo Pereira “A um programa de humor só pode ser chamado quem se pense ter FairPlay”

Guilherme Leite, fundador da Saloia.TV e ex-candidato do Nós Cidadãos a Sintra, defendeu a posição de Ricardo Araújo Pereira:

Parabéns Ricardo Aráujo Pereira! A prova de que estás no caminho certo é que nenhum dos comentários colocados por “cheganos” serão a analisar o teu trabalho e o teu talento, mas sim o teu pensamento político e a forma corajosa como te recusas a baixar o nível do teu trabalho. Levar esse sujeito a um programa de TV, principalmente sendo um programa cómico, seria sempre baixar o nível e não respeitar os outros convidados que por lá têm passado. É que a um programa digno não se pode levar gente indigna, e que defende caminhos que nos irão conduzir aos tempos terríveis de um passado recente em Portugal e na Europa. A acefalia de que alguns se alimentam não pode ser propagada como uma anedota!
Muitos e muitos parabéns!

O ex-candidato autárquico horas depois voltou a comentar:

Nunca se pode confundir um programa de humor com debates eleitorais. Não é necessário trabalhar em televisão para poder entender isso. A um programa de humor só pode ser chamado quem se pense ter FairPlay suficiente para servir o programa. Se assim não for está a defraudar o espectador. Um bom profissional de televisão não se deve deixar embalar por desejos pessoais que depois resultariam numa peixeirada em fez de humor. O Ricardo Araújo Pereira não está na CMTV. Estou certo que daria um enorme baile ao Ventura, porque o talento e inteligência vencem sempre o básico e reles. Mas resistiu e fez bem. Mostrou ser um bom profissional de TV. É que a televisão tem sempre que ser mais do que técnica e planos bem enquadrados.

PODE QUERER VER TAMBÉM:

Guilherme Leite acusa o candidato do Chega a Sintra de desonestidade intelectual e de só querer Tacho

Vereador do Chega votou a favor do Orçamento do PS / PCP na Câmara de Sintra o que até surpreendeu Basílio Horta

A grande vitória autárquica do Chega foi adiada para o próximo ano: “Justificativas são no mínimo lamentáveis”

Partilhe

Leave a Reply