Bruno Gomes d'Almeida

Comentador do CMTV responde a cheganos: “Sou livre para condenar alguém por participar num festival de fascistas”

Bruno Gomes d’Almeida, designer arquiteto, que ficou conhecido por ter conseguido levar à Assembleia da República o debate sobre a discriminação dos homossexuais na doação de sangue, não poupa Rui Bandeira, pai de Bárbara Bandeira, por este participar no Chega Fest.
Num vídeo partilhado pela estação de rádio Hiper Fm o ex-concorrente do Big Brother, que fez recentemente a sua estreia como comentador da CMTV, diz que é “livre para condenar alguém por participar num festival de fascistas… porque defender a liberdade implica que eu a defenda perante um partido que condena liberdades pessoais”:

Ei gente, estou a receber dezenas de mensagens de fachos, cheganos e gente sem noção, porque eu questionei o facto do Rui Bandeira ir participar no Festival do Chega que, para mim, é uma vergonha alheia sequer que aconteça.
Portanto, o que me dizem é que as pessoas têm de trabalhar, ficaram em quarentena durante dois anos, e agora têm que trabalhar, bem, podem trabalhar em absolutamente tudo, há concertos pelo país inteiro, podem trabalhar no que elas quiserem, … há um em que eu acho que não deveriam, que é esse, apenas um.
Eu sou arquiteto, se me pedirem para projetar em cima de uma área protegida eu não vou fazê-lo, nem por um milhão de euros, portanto, tem a ver com valores, uns têm, outros não.
Outro argumento da caca é: ‘tu que defendes tanto a liberdade condenas as ações dos outros’. Eles são livres para fazer o que quiserem e eu sou livre para condenar alguém por participar num festival de fascistas e também sou livre para condenar um partido de fascistas, porque defender a liberdade implica que eu a defenda perante um partido que condena liberdades pessoais, nunca vou aceitar que esse partido exista, nunca vou aceitar ninguém que se alie a um partido como esse. Portanto, não há tolerância para com a intolerância, e isso é ser um verdadeiro democrata.

PODE QUERER VER TAMBÉM:

Os One Vision são a banda “segredo” de Tributo aos Queen que vai ao Chega Fest? A Gaja das Causas!

Chega Festa apresenta o seu 3º cartaz com Jaimão e Marlene Vilanova

Chega Fest com Rui Bandeira, sevilhanas e uma banda “sem nome” de tributo aos Queen

Partilhe

Leave a Reply