André Ventura, Cheganos Oficiais

André Ventura propõe dar no próximo ano mais 125 euros por mês a quem recebe RSI

Para um partido populista, que defende quase tudo e o seu contrário, é fácil fazer propostas, mas depois também há quem se entusiasme um pouco. O Chega, partido de extrema-direita que teve como principal bandeira a luta contra o apoio do Rendimento Social de Inserção, agora quer que todos as pessoas que recebem esse subsídio social, recebam durante o próximo ano mais 125 euros por mês.
André Ventura disse hoje que vai propor que o apoio extraordinário que o Governo vai atribuir no final de outubro para as famílias para responder à inflação não fique confinado a um mês, mas seja alargado ao próximo ano todo.
O apoio dado este mês de 125 euros vai ser atribuído para todos os residentes não pensionistas, com um rendimento mensal bruto até dois mil e 700 euros, incluindo as pessoas a receber subsídio de desemprego e social de desemprego; prestações de parentalidade; subsídio de doença ou profissional; rendimento social de inserção; prestação social para inclusão; complemento solidário para idosos e subsídio de cuidador informal principal.

PODE QUERER VER TAMBÉM:

Para o Chega é fácil fazer promessas e desde que dê votos! Na Legislatura anterior não foi aprovada nenhuma proposta

Chega foi o único partido que não viu aprovada nenhuma proposta na votação final global no Parlamento

O Chega foi o único a votar contra a proposta para alargar o subsídio de desemprego às vítimas de violência doméstica

Partilhe

Leave a Reply