Cheganos Oficiais, Filipe Melo, Últimas Notícias

Militante do Chega afirma ser vítima de Xenofobia por parte de dirigentes da Distrital de Braga

Depois do Vice-Presidente do Chega na Maia, Marcus Santos, ter sido alvo de ataques racistas por parte de militantes do Chega, agora é a vez da ex-presidente da Mesa da Assembleia Distrital de Braga afirmar que foi vítima de xenofobia por parte de dirigentes da Distrital de Braga do Chega, e que o Conselho de Jurisdição Nacional do partido ignora as suas queixas.
Cibelli Pinheiro de Almeida, brasileira, militante n.º 501 e fundadora do Movimento Mobilizar com Valores, publicou no domingo um artigo no Inconveniente, onde diz que é perseguida dentro do Chega e acusa o partido de ser “extremista, xenófobo e totalitário, que quer silenciar e calar, que não aceita nem sabe lidar com o saudável e necessário debate de ideias”.

Qual será a verdadeira razão de ser perseguida dentro do partido? Será porque sou cristã, brasileira, branca ou mulher? Já fui vítima de xenofobia por parte de dirigentes da Distrital de Braga e o Conselho de Jurisdição Nacional tem vindo a ignorar todas as queixas e provas que enviei para lá ao longo de cerca de um ano!

Em dezembro de 2020, numa altura em que havia duas listas a concorrerem à Distrital de Braga do Chega, Filipe Melo, um dos candidatos, para acusar a presidente da Mesa da Assembleia Distrital de querer adiar as eleições, fez um post público na sua página pessoal de Facebook, onde escreveu sobre Cibelli Pinheiro de Almeida: “Não vai ser uma brasileira que vai mandar nos destinos de um partido nacionalista… Se uma Brasileira não se preocupa…” Depois das criticas, editou a mensagem para “Não vai ser uma senhora…”
No dia seguinte, Cibelli de Almeida demitiu-se da Mesa de Direção do Chega em Braga.

PODE QUERER VER TAMBÉM:

Vice-Presidente do Chega na Maia alvo de ataques racistas por parte de membro do Chega na Maia

Ex-vereador do Chega em Sesimbra confessa ter sentido Preconceito e Racismo no partido de André Ventura

Luc Mombito, que foi vítima de Racismo mas participou em manifestações a negar Racismo, regressou ao Twitter

Partilhe

Leave a Reply