André Ventura, Cheganos Oficiais, Pedro Pinto, Rita Matias, Rui Paulo Sousa

Mais de 36% dos militantes do Chega escolhidos por André Ventura para serem deputados não têm licenciaturas

No Congresso de novembro do ano passado os militantes do Chega aprovaram os novos estatutos do partido, que acabaram por agora ser chumbados pelo Tribunal Constitucional, mas na altura deram a André Ventura o poder de escolher as listas para deputados, e a colocar as suas preferências em posições elegíveis. Pedro Pinto, na altura líder do Chega Beja passou a ser o número um na lista por Faro, e Rui Paulo Sousa, cabeça de lista em 2021 por Castelo Branco, passou a número 2 por Lisboa, ambos foram eleitos em lugares que já se sabia que eram elegíveis (o Chega não elegeu ninguém em Beja nem em Castelo Branco), mas nenhum dos dois é licenciado.
André Ventura partilhou hoje o print da notícia da CNN: “Governo nomeou três especialistas e uma adjunta sem licenciaturas com ordenados de 3 e 4 mil euros e escreveu “O país tem de mudar. O regime precisa de uma limpeza total”, mas a verdade é que o líder do Chega escolheu 4 militantes para candidatos elegíveis a deputados do Chega que também não têm licenciaturas.
Dias antes, André Ventura também criticou o facto de o novo adjunto de ministra ter apenas 21 anos, não ter experiência mas ir ganhar um salário de 4 mil euros, quando ele também escolheu Rita Matias para ir num lugar elegível a deputada, e a filha do assessor do partido Manuel Matias, tem apenas 24 anos, não tem experiência, ainda não acabou o Mestrado e foi ganhar um vencimento de cerca de 4 mil euros.

  • Gabriel Sérgio Mithá Ribeiro – Doutoramento em Estudos Africanos Iinterdisciplinares em Ciencias Sociais
  • Pedro Saraiva Gonçalves dos Santos Frazão – Mestrado em Medicina Veterinária
  • Rui Pedro da Silva Afonso – Frequência de Doutoramento em Ciências Económicas e Empresariais
  • Rita Maria Cid Matias – Frequência de Mestrado em Ciência Política e Relações Internacionais
  • Diogo Velez Mouta Pacheco de Amorim – Licenciatura em Filosofia
  • António Filipe Dias Melo Peixoto – Frequência de Mestrado em ECONOMIA MONETÁRIA BANCÁRIA E FINANCEIRA
  • Pedro Manuel de Andrade Pessanha Fernandes – Licenciatura em Gestão
  • Bruno Miguel de Oliveira Nunes – Frequência de Licenciatura em direito
  • Jorge Manuel de Valsassina Galveias Rodrigues – Frequência de Licenciatura em Marketing e Publicidade
  • Pedro Miguel Soares Pinto – Frequência de Licenciatura em Relações Internacionais
  • Rui Paulo Duque Sousa – Frequência de Licenciatura em GESTÃO DE EMPRESAS

Fonte: site do parlamento.

PODE QUERER VER TAMBÉM:

Candidatos do Chega às Legislativas de 2022! Alguns estão já garantidos como deputados mas outros nem com 20% são eleitos

Comissão de Ética e Juventude Chega deixam de existir com o chumbo dos estatutos e afinal ninguém foi suspenso

Vários fundadores e militantes do Chega pedem a demissão de André Ventura “Haja VERGONHA! Demita-se do cargo”

Partilhe

Leave a Reply