André Ventura, Cheganos Oficiais

GNR tinha multado o Chega por não cumprir regras da Covid-19 mas o Tribunal absolveu o partido de André Ventura

André Ventura partilhou a notícia do Jornal onde por vezes colabora, Correio da Manhã, que avança que o Tribunal absolveu o Chega de alegada violação das regras da Covid-19 durante Congresso em Évora, e escreveu: “Durante um ano fomos acusados e trucidados. Aí está a decisão!”
Em causa está uma coima de mil euros que havia sido aplicada ao Chega, pela GNR de Évora, por não utilizarem máscaras ou viseiras, entre outros, no encontro em Évora.
Segundo o acórdão o recurso do Chega teve provimento porque a coima não aponta “factos concretos de qualquer conduta de um hipotético responsável humano – são mencionadas duas pessoas coletivo – o partido político e a empresa de catering”. A noção de que foi “constatada determinada realidade no local” é, para o tribunal, “manifestamente insuficiente”.
Não foi notícia, se os militantes que teriam sido multados no Congresso, foram absolvidos, ou estariam apenas a ser identificados para a multa ao partido.
O Congresso do Chega realizou-se nos dias 19 e 20 de setembro de 2020, dias depois de Portugal ter entrado na Situação de Contingência para fazer face à pandemia de Covid-19, que proibia ajuntamentos superiores a 10 pessoas, os eventos desportivos continuavam sem público, e o uso obrigatório de máscaras em recintos fechados.

PODE QUERER VER TAMBÉM:

André Ventura pede desculpa não pedindo desculpa? Recurso foi aceite ontem no Supremo Tribunal

Parlamento levantou imunidade a André Ventura para o Líder do Chega ir a Tribunal

Procuradoria do Brasil acusa deputado Bolsonarista de ter forjado o próprio atentado

Durante um ano fomos acusados e trucidados. Aí está a decisão!

Partilhe

Leave a Reply