Ex-Cheganos Oficiais, José Lourenço, Patricia Sousa Uva

Ex-mandatária de André Ventura diz que quer “estar longe desse partido ‘partido’, onde reina a boateira e as perseguições”

Patrícia Sousa Uva, ex-mandatária Nacional da candidatura presidencial de André Ventura, que se demitiu do Chega em Dezembro devido à lei da rolha e por ser alvo de insultos pelo líder da distrital do Porto, José Lourenço, cuja falta de consequência a terá deixado revoltada, reagiu no Facebook a mensagem que avançava que a ex-militante tinha sido desrespeitada e que lhe tinha escondido as proposituras angariadas pela distrital do Porto, para a acusarem de incompetência:

Oh Meu Deus, o que aqui vai! Eu agora sou o seu perfil? 😂😂😂
Muito obrigada pelo seu reconhecimento meu caro, mas adianto-lhe que a razão aqui exposta por si, não foi a verdadeira razão pela qual eu abandonei o projeto. Houveram muitas outras bem mais fálicas. Mas isso agora também já não interessa. Quero estar longe desse partido “partido”, onde reina a boateira e as perseguições e o país é posto em segundo plano. Sei que ainda há gente de bom carácter na esperança de algum dia endireitar o partido, e respeito a dedicação dos mesmos, mas eu fechei a porta.
Deixem me sossegada a tratar do meu mundo, a minha família e longe dessa salganhada toda, por favor!
Muito agradecida!
Melhores cumprimentos

PODE QUERER VER TAMBÉM:

Ex-mandatária do Chega critica Congresso “O plano dos velhos do sistema foi posto em marcha”

Comissão de Ética suspendeu um dos Fundadores do Chega! Por causa da lei Anti-Lobby Gay?

Ex-Presidente do Chega do Porto diz que a Distrital é submissa a Lisboa e que André Ventura é um Tirano que odeia o FCP

Partilhe

Leave a Reply