André Ventura, Cheganos Oficiais

Editor de Política do Observador diz que “o Chega tem mais dissidentes que o regime cubano. É quase um por semana, tipo reality show”

Rui Pedro Antunes, editor de Política do Observador, comentou a demissão de Mithá Ribeiro, em colisão com André Ventura, e não tem dúvidas “o Chega tem mais dissidentes que o regime cubano. É quase um por semana, tipo reality show”. Podia ser a Casa dos Cheganos, dizemos nós, onde André Ventura fazia de A Voz e escolhia quem era expulso todas as semanas.

Nuno Afonso, Fernanda Marques Lopes, Gerardo Pedro, Carlos Monteiro, Lucinda Ribeiro, Patrícia Sousa Uva, Tiago Sousa Dias, José Lourenço, Eugénia Santos, Nelson Pereira, Filipe Vieira, Carlos Furtado, Cidália Figueira, Márcio Sousa, Luís Maurício… Estas pessoas estão todas erradas e André Ventura é que está certo. Acho que isto diz muito da forma como André Ventura tem gerido o partido. Para fazer uma metáfora que ele próprio possa perceber, eu acho que o Chega tem mais dissidentes que o regime cubano. É quase um por semana, tipo reality show: ‘quem é que sai na próxima semana?’. E quem decide é sempre o mesmo, é o grande líder do grupo, o grande líder do partido, que é André Ventura. Sempre que há um problema, a solução é afastar essa pessoa e muitas vezes o próprio líder ficar com o cargo, como acontece agora com o Gabinete de Estudos de Mithá Ribeiro. É óbvio que André Ventura se alimenta disto internamente, para ter o seu poder e afirmar o partido como um partido unipessoal, e isso funciona, de alguma forma, para afirmar essa autoridade. Mas se todas as semanas há uma notícia do Chega, isto um dia vai ter consequências. Agora não tem muitas, no sentido em que André Ventura consegue sempre dar a volta, com a habilidade que ele também tem na gestão destes casos do ponto de vista mediático, mas já está a entrar dentro do núcleo dele. Grande parte da estratégia do Chega passa pelo grupo parlamentar que tem agora, embora seja muito centrado no presidente do partido. Se ele começa a ter um ou dois deputados no grupo parlamentar contra ele, ou não alinhados com ele, a questão pode tornar-se mais complicada do que foi até aqui, quando se afastava um vereador no Seixal ou até mesmo um deputado na Região Autónoma da Madeira. Acho que este pode ser o início de alguns problemas para André Ventura. À volta de André Ventura todos se zangam com ele e ele zanga-se com todos


Mensagem e vídeo partilhado pela página do Facebook Ventiras, Menturas e Andrébices.

PODE QUERER VER TAMBÉM:

A História do Dia da Rádio Observador – As teias familiares no Chega: Matias, Amorim, Pessanha e Regalla

Diretor do Observador não poupa André Ventura “Sabia que Manuel Matias era pai e sabia que Rita Matias era filha”

Diretor do Observador “destrói” André Ventura “Tornou-se definitivamente num instigador da fantasia, da paranoia e do delírio”

Partilhe

Leave a Reply