Bruno Mascarenhas Garcia, Cheganos Oficiais

Deputado municipal do Chega em Lisboa é contra o acolhimento de refugiados da Guerra da Ucrânia que não sejam “verdadeiros ucranianos”

Bruno Mascarenhas Garcia, ex-deputado municipal pelo CDS e atual deputado municipal do Chega na Câmara Municipal de Lisboa, mostrou-se ontem contra o acolhimento de refugiados da guerra na Ucrânia que não sejam “verdadeiros ucranianos” mesmo que essas pessoas fossem residentes na Ucrânia quando a Rússia invadiu o país.
O Coordenador Autárquico Distrital do partido de André Ventura diz que só se deve ajudar os ucranianos:

Para o Chega, uma coisa é receber todos os refugiados de guerra que vêm da Ucrânia, outra coisa é receber — e é isso que somos completamente contra — gente que vem do Bangladesh, do Nepal, de uma série de outros países que nada têm que ver com esta guerra […] vêm da Ucrânia, mas nós não temos que os atender, não temos que os atender, são de outros países, não são ucranianos

A vereadora dos Direitos Humanos e Sociais, Laurinda Alves, independente eleita pela coligação PSD/CDS-PP/MPT/PPM/Aliança, definiu atitude do deputado do Chega como racista e considerou lamentável que se dê voz a uma voz que exprime racismo na casa da democracia da cidade de Lisboa:

Senhor deputado, a sua voz foi uma voz racista e é absolutamente intolerável. Vou-lhe dizer o número de pessoas que o senhor deixaria de fora como sendo pessoas de condição infra-humana, à porta da cidade, à porta do país, numa cave do mundo que imagine que possa existir: 53 pessoas do Bangladesh, 93 pessoas do Nepal, 345 pessoas da Índia, 107 pessoas do Paquistão, 199 pessoas da Bielorrússia. Se quiser faça as contas e diga-me o que é que faz a estas pessoas, porque olhando à sua cor de pele e olhando à sua cultura de origem, o senhor não as aceita, mas estas pessoas residiam todas na Ucrânia, são tão refugiadas como as pessoas ucranianas e amanhã pode acontecer isto consigo

Em defesa da honra Bruno Mascarenhas disse: “A senhora vereadora confunde racismo com defesa dos contribuintes, aquilo que nós estamos aqui a falar é o seguinte: nós não temos recursos para todos”.
Vídeo completo da 16ª Reunião plenária da Assembleia Municipal de Lisboa, realizada no dia 12 de abril:

PODE QUERER VER TAMBÉM:

André Ventura diz que o Chega está de “braços abertos para receber” refugiados mas tem posição contrária sobre os que chegam com “telefones de alta gama”

Em 2015 André Ventura defendia que se devia acolher o maior número possível de migrantes e era contra a Xenofobia

Maria Vieira diz que a Invasão da Ucrânia pela Rússia foi engendrada e provocada pelo governo EUA + NATO + UE + ONU + “Media” e Redes Sociais

Partilhe

Leave a Reply