André Ventura, Cheganos Oficiais

Tribunal não leva André Ventura a julgamento apesar do líder do Chega saber que está ainda a partilhar uma Difamação

A juíza do Tribunal Central de Instrução Criminal, Ana Marisa Arnedo, decidiu não levar André Ventura a julgamento no caso de difamação de Fernando Rosas, apesar do líder do Chega ter partilhado a Fake News onde se acusa o fundador do Bloco de Esquerda, de ter torturado homens e sequestrado mulheres em 1976.
O líder do Chega, que em dezembro do ano passado confessou aos jornalistas que sabia que “aparentemente a página de jornal que circulava não será verdadeira”, mantém ainda hoje as partilhas nas suas páginas.
A juíza considerou que a prova sustentava a acusação e que André Ventura “também não a refuta propriamente”, invocando “um interesse legítimo do arguido, enquanto presidente de um partido adversário do partido do queixoso, no âmbito da disputa político-partidária”.

PODE QUERER VER TAMBÉM:

Fernando Rosas ataca o Chega “É o porta-voz da regressão civilizacional e da barbárie”

André Ventura admite que o processo onde é acusado de difamação é baseado numa página falsa mas continua a partilhar a notícia

Mandatário Nacional do Chega diz que a justiça está corrompida e que se deve acabar com o crime de difamação

Partilhe

Leave a Reply