André Ventura, Cheganos Oficiais, Fernando Rosas

André Ventura admite que o processo onde é acusado de difamação é baseado numa página falsa mas continua a partilhar a notícia

A Comissão Permanente da Assembleia da República aprovou ontem o levantamento da imunidade parlamentar do deputado único do Chega, André Ventura, para poder responder na sequência de publicações sobre o fundador do Bloco de Esquerda, Fernando Rosas.
O presidente do Chega diz que o caso onde é acusado de difamação, por ter publicado uma imagem com o logotipo do Chega onde afirma que o ex-deputado do Bloco de Esquerda torturou homens e sequestrou mulheres em 1976, é um caso menor:

Estou disponível para isso e pedi imediatamente à Assembleia da República que permitisse para poder responder perante isso. É um caso menor, mas quero responder perante isso.

Em declarações aos jornalista, André Ventura acrescentou ainda que “aparentemente a página de jornal que circulava não será verdadeira” e que, apesar de a ter partilhado, está “muito tranquilo com isso”.
A notícia, que segundo André Ventura é baseada numa página de jornal falsa, mas que foi publicada com o logotipo do Chega, mantém-se nas suas páginas, com centenas de partilhas:

PODE QUERER VER TAMBÉM:

Comissão da Transparência aprovou levantar Imunidade Parlamentar a André Ventura para responder a acusação de difamação agravada

Dirigentes do Bloco de Esquerda apresentaram várias queixas-crimes contra André Ventura, Pedro Frazão e Cristina Segui

Parlamento levantou imunidade a André Ventura para o Líder do Chega ir a Tribunal

Partilhe

Leave a Reply