André Ventura, Cheganos Oficiais, Luís Montenegro

Mais de 34% dos deputados de direita não votaram a favor da 3ª tentativa do Chega para vice do Parlamento

Luís Montenegro, líder do PSD, apelou ontem ao voto para aprovar a 3ª tentativa do Chega para vice do Parlamento, mas a verdade é que nem todos os deputados sociais-democratas o fizeram. Apesar da votação ser secreta é fácil chegar a essa conclusão pois o PSD tem 77 deputados e Rui Paulo Sousa obteve apenas 64 votos favoráveis.
Dos 97 votos possíveis da direita, onde se incluem os 12 do Chega (se não houve nenhuma traição), os 8 da Iniciativa Liberal (onde houve liberdade de voto) e os 77 do PSD, houve pelo menos 33 deputados de direita que não votaram a favor (número que até deve ser maior pois é previsível que haja dentro do PS quem tenha votado a favor), mais de 34%.
Horas antes da votação, André Ventura mostrou-se confiante de que o Chega tinha boas hipóteses de eleger finalmente um vice-presidente da Assembleia da República e declarou que tem existido um trabalho de aproximação com o PSD e a Iniciativa Liberal, para que possa haver uma alternativa de direita.
O líder do Chega, que já sabia que não ia contar com os votos do PCP, do Bloco de Esquerda e de grande parte do PS, contava com todos os votos da direita e alguns votos da bancada socialista (que tinha liberdade de voto), mas a primeira tentativa de aliança de direita não resultou.

PODE QUERER VER TAMBÉM:

Dirigente que meteu de castigo cerca de uma centena de militantes do Chega perdeu a eleição para vice-presidente da Assembleia da República

Candidato do Chega a Vice-presidente da Assembleia da República diz-se vítima de racismo no Parlamento

Candidatos do Chega a Vice-presidente do Chega só conseguiram 35 e 37 votos cada um “É a Democracia a funcionar”

Partilhe

Leave a Reply