Cheganos Oficiais, Pedro Frazão

Isabel Moreira acusou o “ventura” Pedro Frazão de ser “Um símbolo de Racismo e da Misoginia que temos em Portugal”

A CNN Portugal continua na sua missão de promover os novos deputados do partido de André Ventura, e depois de Gabriel Mithá Ribeiro, Rita Matias, Pedro Pinto, Diogo Pacheco de Amorim, agora foi a vez de Pedro Frazão (ainda faltam mais 6).
O vice-presidente do Chega, que usou a técnica de interromper os comentadores sem parar (à semelhança do seu grande chefe), diz que não é politico e que o Chega “é o maior fenómeno político dos últimos 30 anos” (mais 7 anos e era o PRD). Pedro Frazão foi acusado pela comentadora Isabel Moreira de ser “um símbolo de racismo e da misoginia que temos em Portugal”.
O autarca do Chega em Santarém sentiu-se ofendido, mas respondeu que a respeita, no entanto foi relembrar-se do seu pai, e do seu irmão “que defendeu as mesmas bandeiras que o Chega defende”.
A socialista acusou o novo deputado do Chega no “caso dos dois dedos” que fez a Joacine Katar Moreira:
“Não tem coragem e responsabilidade! Está pouco habituado a ouvir as pessoas, a esperar pelo seu tempo, mas isso vai com o tempo”.
Miguel Carvalho, jornalista da Visão, que devido ao comportamento de Pedro Frazão disse que o “estilo Ventura criou descendência” e que o Chega está mais preocupado com a polémica do dia do que apresentar propostas concretas:

Basta ver o programa que o Chega apresentou, com nove páginas, eu sei como se faz, acorda-se de manhã, lê-se os jornais, a TSF dá o tema e depois decide-se que projeto lei se vai fazer, como sabe tenho muitas informações sobre o Chega, tudo o que eu disser aqui tenho bases, … Não sou eu que vou ser julgado amanhã por difamações falsas, é o senhor, nem por divulgação de fake news.

Isabel Moreira finalizou a sua intervenção:

O que eu acho extraordinário, eu percebo que isto dê muita audiência, eu vejo com um bocadinho de perplexidade, que tenha acontecido um ato eleitoral, e que não haja nenhum dia na comunicação social que não haja nenhum debate sobre o Chega, mas porquê? Que polémica?

PODE QUERER VER TAMBÉM:

Os “dois dedos” do Vice-presidente do Chega motivaram queixa de Associação de Mulheres Juristas

Diogo Pacheco de Amorim diz que mandar alguém para a sua Terra não é Racismo nem Xenofobia “É uma Expressão”

Dirigente do Gabinete de Estudos do Chega critica Filipe Melo que aceitou ir para Deputado com dívidas

Partilhe

Leave a Reply