Alexandre Fernandes, Bruno Fialho, Carlos Manuel Saraiva Medeiros, Cheganos Oficiais

Conselheiro do Chega diz que Cristina Rodrigues vai receber “um salário (mínimo!)” como Assessora

Os “fiéis” usam todos os argumentos para defender a escolha da ex-deputada do PAN, que no ano passado defendeu a despenalização do aborto, da canábis, teve várias posições feministas e em defesa da comunidade LGBT+, e foi uma das principais vozes anti-touradas, até porque o descontentamento nas bases do partido é grande pois ao que parece não há falta de militantes do Chega que sejam juristas e podiam desempenhar o mesmo cargo.
Maria Cristina Pacheco Rodrigues, conhecida apenas por Cristina Rodrigues, recebia em 2021 como deputada não inscrita, ex-PAN, o valor superior a 3600 euros por mês (remuneração total ilíquida), no entanto segundo o nº3 da lista a candidato a deputado do Chega por Setúbal, o Conselheiro Nacional Nº 25 Carlos Manuel Saraiva Medeiros, vai agora receber “um salário ( mínimo ! )”.
O ex-deputado suíço que foi acusado de não apoiar os Emigrantes portugueses e que teve uma subida muito rápida na hierarquia chegana, escreveu na sua página:

CHEGA – UNIÃO !
Se o Chega e o seu líder André Ventura entendem que fulano ou sicrano , é a pessoa adequada para um tal cargo, TEMOS QUE O ACEITAR E ACABAR COM AS POLÉMICAS INÚTEIS E FAZER CONFIANÇA NAQUELE QUE NOS LIDERA E QUE NOS FEZ GANHAR ATÉ HOJE !
CONFIANÇA NO FUTURO !
UNIÃO !
VIVA O CHEGA !
VIVA ANDRÉ VENTURA !

Bruno Fialho, presidente do ADN, também comentou:

Por respeito à nossa amizade e porque são assuntos referentes a outro partido que não o meu, vou-me abster de dizer tudo o que penso sobre esta situação.
Todavia, há algo que me deixa preocupado na tua mensagem.
No dia em que os militantes e órgãos sociais não puderem criticar o seu líder ou questionar opções, no mínimo, muito duvidosas, esse partido morrerá por falta de democracia.
Criticar com respeito e objectividade não é desunião, pelo contrário.
Já obdeceder cegamente a tudo, por mais louco que pareça é caminhar para o abismo.
Só te digo uma coisa amigo… E se o Armaldo Matos estivesse vivo? Será que também seria normal contratá-lo?
Forte abraço

Alexandre Fernandes, militante 469, Presidente do Concelho Jurisdição Distrital do Chega Porto, comentou:

Caro Carlos, recursos humanos não é o forte do Presidente. Está provado.

Carlos Medeiros respondeu a Alexandre Fernandes:

Alex Fernandes e quem lhe disse que a Política é uma linha direita ?!
O presidente é que entende o porquê !
Confiança !
André Ventura nos fez ganhar até hoje !
UNIÃO !

Alexandre Fernandes respondeu novamente:

Carlos Manuel Saraiva Medeiros não vou alongar por aqui a conversa. Um dia terei todo o gosto de trocar ideias e argumentos pessoalmente.
Quanto à união sou daqueles que está cá desde do inicio, sempre a defender nas ruas os comentários televisivos do presidente.
Sinto me derrotado em forças e argumentos após desta gestão de RH toda.
Um abraço

Pedro Lopes também comentou:

Carlos Manuel Saraiva Medeiros acredito k tenha muita experiência, mas em relação ao k defendia na assembleia da República mudou de opinião?? Sinceramente acho k não e é isso k causa algum desconforto… Abraço

Carlos Medeiros respondeu a Pedro Lopes:

Pedro Lopes a senhora recebe um salário ( mínimo ! ) para ajudar a fazer leis que o Chega quer fazer !
É um trabalho que requer muita experiência !
Não é fácil !
E eu poderia mesmo dizer , que houve no passado alguns erros , feitos por inexperiência no parlamento ! E que eu sei , que enervou muito o nosso presidente !
Temos que ter confiança no nosso líder e ir de avanço !

PODE QUERER VER TAMBÉM:

Nova assessora do Chega perdeu 1000 seguidores em 24 horas no Twitter e há vários dirigentes a pedir a desfiliação

Dirigentes do Chega estão em “estado de choque” com a contratação da nova assessora e já há quem rasgue o cartão de militante

A nova assessora do Chega em 2021 era feminista, defendia o aborto, a despenalização da canábis e lutava contra a Homofobia, Transfobia

Partilhe

Leave a Reply