Cheganos Oficiais, Luís Paulo Fernandes, Narciso Fabião, Pedro Gomes Moreira

Ex-candidato do Chega à Câmara da Marinha Grande revela os motivos da sua desistência “Não aceito chantagens”

Pedro Gomes Moreira respondeu à “chuva de acusações, calunias e alucinações infundadas contra o meu vice e também contra mim”, feitas por Luís Paulo Fernandes, Presidente da Distrital do Chega de Leiria, que o acusou de ter causado problemas.
O ex-candidato do Chega à Câmara Municipal da Marinha Grande revela os motivos para ter abandonado a candidatura “Não aceito chantagens de ninguém” e vai mais longe “Um grupo unido á volta de um(a) TRAIDOR(a) chama-se SEITA”.

COMUNICADO NA QUALIDADE DE EX-CANDIDATO Á CAMARA MUNICIPAL DA MARINHA GRANDE
Amigos, companheiros e Marinhenses em geral
A minha desistência da candidatura á Camara Municipal da Marinha Grande deveu-se apenas a não aceitar uma equipa que não seria da minha confiança pessoal.
Foi-me proposto trocar o meu vice-presidente por outro elemento e passá-lo para um lugar inferior na lista.
O meu lugar como cabeça de lista não foi colocado em causa, o que mostra que o que estava por trás era um ataque ao meu vice e uma manobra para subirem outras pessoas na lista.
A partir do momento em que não aceitei a nova equipa proposta, desencadearam uma chuva de acusações, calunias e alucinações infundadas contra o meu vice e também contra mim, que desafio a provarem com provas factuais e não com testemunhas da sua própria seita.
Fiquei do lado certo, por estar convicto de que nunca se abandona um guerreiro fiel à sua sorte. Ao meu vice que se esforçou de forma exemplar e desempenhou um papel único na recolha de apoios para que uma candidatura fosse possível, deixo a minha palavra de agradecimento e solidariedade.
Não aceito chantagens de ninguém. Isso que fique claro!
A partir deste momento volto á condição do cidadão respeitador, honesto e integro que sempre fui e de que me orgulho continuar a ser. Foi a educação que tive: Não responder com insultos e difamações aos que não sabem ser melhores que isso!
Muito há que fazer pela Democracia e pela garantia de direitos e deveres semelhantes para todos,
Aos Marinhenses que me apoiaram, aos candidatos das outras forças politicas e à comunicação social local, deixo uma palavra de agradecimento pelo carinho, e respeito pela diferença que demonstraram nos debates e no seu trato pessoal para comigo,
Quanto aos malfeitores e traidores, DEUS, o povo e a justiça se ocuparão de os julgar na terra, no céu e nas urnas dia 26 de Setembro!
Abraço e até já!
PARA BREVE NOVIDADES!

Horas mais tarde escreveu na sua página, uma mensagem semelhante à que Manuel Ferreira, Fundador do Chega, escreveu depois de se ter demitido:

Um grupo unido á volta de um PROGRAMA chama-se PARTIDO POLÍTICO.
Um grupo unido á volta de um(a) TRAIDOR(a) chama-se SEITA.

Narciso Fabião, ex-Nº 2 de Leiria, respondeu:

Nem mais….e que ceita, de viboras, enroladas umas as outras parase comerem….mas nunca passaram de rastejantes

PODE QUERER VER TAMBÉM:

Candidato do Chega desistiu da candidatura à Marinha Grande “Confirmaram excesso de álcool motivados por excesso de trabalho”

Nº 2 do Chega a Leiria desiste e ataca os candidatos de Leiria e de Pombal “Tudo Jogo Sujo! Com esta gente estão tramados”

Fundador do Chega diz que um grupo unido à volta de um Traidor chama-se Seita

Partilhe

Leave a Reply