Cheganos Oficiais, Cristina Rodrigues, Diogo Pacheco de Amorim

Deputado do Chega (ex-MIRN) vota a favor do Fim da Discriminação na Dádiva de Sangue em Razão da Orientação Sexual

Já não há partidos da extrema-direita como antigamente, os de agora até votam a favor do Fim da Discriminação na Dádiva de Sangue em Razão da Orientação Sexual.
No seu último dia como deputado na Assembleia da República (desta legislatura), Diogo Pacheco de Amorim, não deve ter tido um dia fácil, mas a integração numa Direita Fofinha assim o exige.
O ex-MIRN e ex-MDLP, votou a favor de todos os Projetos de Lei (PS, Bloco de Esquerda e deputada Não inscrita Cristina Rodrigues) apresentados para acabar com a discriminação nas dádivas de sangue, ao contrário do CDS que absteve-se no Projeto de Lei que também pretende a promoção da “dádiva de sangue e proíbe a discriminação em razão da identidade de género ou orientação sexual na elegibilidade para dar sangue”.
O substituto temporário de André Ventura na Assembleia da República, no dia antes já tinha revelado algum incómodo com a situação ao considerar que o país começa “a ter leis a mais”, desvalorizando assim a necessidade de legislar sobre este tema, mas hoje votou sempre a favor.

PODE QUERER VER TAMBÉM:

Mandatário e Nº 2 da Lista do Chega à Câmara da Moita é dono de Bar Gay e fundador de Associação LGBTI

Fundador do Chega afirma que o Partido de André Ventura obriga todos os militantes a obedecer ao Lobby-Gay

André Ventura imita Donald Trump e dança ao som de Hino Gay no final do Congresso

Partilhe

Leave a Reply