Últimas Notícias

Advogada dos processos que condenaram André Ventura, Pedro Frazão e o Chega a pedirem desculpas venceu o Prémio Nelson Mandela

Leonor Caldeira, advogada que representou pro bono a família Coxi, do bairro da Jamaica, no processo contra o líder do Chega, processo onde André Ventura e o partido foram condenados a pedir desculpas públicas por ofensas aos Coxi, venceu, por unanimidade, a segunda edição do Prémio Nelson Mandela.
A jovem advogada também foi responsável pelo processo que Francisco Louçã venceu ao Vice-presidente do Chega, Pedro Frazão, e que fez com que este fosse condenado a retratar-se no Twitter, apagando o Tweet onde acusou Francisco Louçã e assumir a mentira.
A ProPública quis com este prémio homenagear a jovem geração de advogados portugueses que não desiste de lutar por uma sociedade com melhor justiça, maior responsabilidade e sem discriminações de qualquer tipo.
O prémio de dez mil euros vai ser entregue a Leonor Caldeira no dia 18 de julho, Dia Internacional Nelson Mandela e que celebra a data do seu nascimento.
Nota de Imprensa

PODE QUERER VER TAMBÉM:

Advogada de Francisco Louçã desmente o vice-presidente do Chega “Manipulam e distorcem tudo, sem vergonha”

Depois de perder no Supremo o Chega e André Ventura vão avançar para o Tribunal Europeu dos Direitos do Homem

Advogada da Família Coxi diz que Tribunal reconheceu as ofensas racistas e classistas de André Ventura

Partilhe

Leave a Reply