André Ventura, Rui Rio

Rui Rio respondeu com uma gargalhada às exigências do Chega “sonhos megalómanos”

Rui Rio respondeu com uma gargalhada à pergunta sobre as pretensões anunciadas por André Ventura, de que num futuro governo quer quatro Ministérios. O “ainda” líder do PSD atribuiu as pretensões do líder do Chega ao “folclore pré-congresso do Chega”, agendado para este fim-de-semana, em Coimbra: “O que eu acho é que o Chega está com uns sonhos megalómanos. Criar [ponte com o PSD] faz parte do folclore. Não é dirigido a mim de certeza”, acrescentou.
O ex-autarca do Porto respondeu também às afirmações de António Costa que disse que havia uma colagem do PSD ao Chega: “Quando o Governo se recusa a fazer qualquer reforma, no estado em que nós estamos, não está a rasgar nenhum horizonte para o futuro do país, nada, e como não tem argumentos para não o fazer inventa umas coisas, como disse há bocado, que o PSD tem uma estratégia xenófoba, encostada ao Chega. Dizer assim estes disparates, significa que não tem nada para dizer e que pura e simplesmente não quer reformar e gerir o país”, e insistiu: “Quando o primeiro-ministro diz isso, significa que não tem nada para dizer”.
No seu discurso feito no Congresso, André Ventura disse que não quer ser um CDS 2.0: “Não vamos negociar com o PSD, vamos impor ao PSD”.

Partilhe

Leave a Reply