Internacionais, Jair Bolsonaro

Revista avança que Bolsonaro adotou práticas do regime nazista durante a Pandemia e deve ser acusado de 11 crimes

A Revista Isto É, uma das mais conceituadas revistas brasileiras, avança que segundo os trabalhos da CPI da Covid, o Brasil está enfrentando o seu Nuremberg.
Renan Calheiros, relator da Comissão, deverá entregar o relatório que aponta que Jair Bolsonaro adotou práticas do regime nazista, no próximo dia 19, para votação no dia seguinte. Segundo ele, há dois casos aterradores, em especial, que remetem a experiências macabras do Terceiro Reich com seres humanos: o caso Prevent Senior e uma pesquisa com proxalutamida que teria levado 200 voluntários à morte no Amazonas.
O Presidente do Brasil deve ser indiciado por 11 crimes, que incluem charlatanismo (três meses a um ano de prisão), publicidade enganosa (três meses a um ano de prisão), infração de medida sanitária (um mês a um ano de prisão) e corrupção passiva (dois a treze anos de prisão), bem como genocídio, crime de responsabilidade.
A entrega do relatório final da CPI (comissão parlamentar de inquérito) da Covid faz o País ajustar contas com sua história, pois Bolsonaro e 40 seguidores, incluindo ministros e auxiliares próximos, serão indiciados por delitos analisados e compilados por juristas.
Pode ler aqui o artigo da Revista Isto É.

PODE QUERER VER TAMBÉM:

Esposa de Bolsonaro foi vacinada nos EUA o que provocou indignação no Brasil

Sondagem ao Brasil: Lula vence Bolsonaro com 25% de diferença

Bolsonaro usou informação falsa para afirmar que mortes por Covid-19 foram inflacionadas

Partilhe

Leave a Reply