Cheganos Oficiais, José Dias

Líder da lista excluída de Lisboa espera pela decisão do Tribunal Constitucional e questiona “Quem tem medo da Lista A?”

José Dias, líder da lista afastada da votação a Delegados por Lisboa, espera pela decisão do Tribunal Constitucional, mas não tem dúvidas que a exclusão da sua lista é um caso de polícia, pois tem os termos de aceitação, e questiona “Quem tem medo da Lista A?”

Quem tem medo da Lista A?
A Lista A do Distrito de Lisboa do Partido CHEGA, foi – já toda a gente sabe – vilmente torpedeada com vista a impedir que elegesse representantes ao próximo Congresso do Partido Chega. Da questão recorreu-se às vidas
judiciais (Tribunal Constitucional), aguardando-se decisão. Mas agora, que os momentos mais dramáticos e emotivos desta triste história começam a assentar, uma questão de fundo prevalece:
Quem tem medo da Lista A?
A Distrital do Porto apresentou-se com 2 listas alternativas, uma apoiada pela Distrital eleita do Porto e outra encabeçada por um militante e não houve qualquer problema! As Distritais de Braga, Santarém apresentaram 3 listas, Coimbra 4 listas, Aveiro 5 listas, Leiria 4 listas, Setúbal e Faro 2 listas.
Só as Distritais mais pequenas se apresentaram com lista única.
Pergunta-se: porque é que a Distrital de Lisboa, a maior nacional, foi obrigada a apresentar-se com uma lista única?
Quem tem medo da Lista A da Distrital de Lisboa?
Formada por vários militantes fundadores do Chega, formada por militantes empenhados e responsáveis e jovens militantes desejosos de dar o seu melhor pelo partido, os subscritores da Lista A apenas desejavam (desejam) um debate franco e sério tendo em vista uma unidade reforçada e fundamentada.
Querem todos ser úteis para alguma coisa, estes militantes com quotas pagas queriam todos ir ao congresso do Chega e foram impedidos de forma abusiva e que consideramos ilegal, aguardamos serenamente a decisão do Tribunal Constitucional.
Está-se a matar o que de melhor tem o Chega. Os que têm medo da Lista A de Lisboa secam e estiolam a vitalidade que fez nascer o Chega.
Não queríamos isto. Ninguém queria isto. O Chega não é isto!
José Dias, Militante Partido Chega.

O Presidente do Sindicato da PSP comentou ainda:

Quem quiser consultar os termos de aceitação estão todos na minha posse…..
O resto é um truque muito conhecido….
Caso de polícia e não da mesa….
Vão ter que explicar a quem deram os dados, etc.
Vamos aguardar serenamente a decisão judicial.
Penso que serás surpreendido com a defesa desta tese!

Foi depois confrontado por um seguidor:

José Dias … não percebo.
Não foi a Mesa que rejeitou a lista A ?
Tendo-o feito, com que razões ?
Confirma-se que a votação foi 2/2 tendo o Presidente da Mesa utilizado voto de qualidade ?
Confirma-se que a Vice Presidente esposa do nº 3 da lista A votou a favor da rejeição da lista ?
Confirma-se ter havido 5 reclamações de militantes ?
Em relação á última questão, se tens os termos, gostaria de pessoalmente ver os relativos aos 5 militantes em causa.

José Dias, apenas respondeu:

Na minha posse.
Vão ter que explicar muito no inquérito judicial…..

PODE QUERER VER TAMBÉM:

Militante que fez os Boletins de voto soube da exclusão da Lista A de Lisboa 7 horas antes da informação chegar aos líderes da Lista independente

Lista A por Lisboa confirma recurso ao Tribunal e o Pedido de Providência Cautelar! Militante diz que a sua assinatura foi falsificada

Líder da Lista A de Lisboa denúncia manobras intimidatórias e de coação da Lista B e ameaça denunciar à Polícia Judiciária

Partilhe

Leave a Reply