André Ventura, Cheganos Oficiais

Foi provado o motivo de Ódio Racial e o assassino de Bruno Candé foi condenado a mais de 22 anos de prisão

Evaristo Marinho, reformado de 76 anos, foi condenado a 22 anos e nove meses de prisão por homicídio de Bruno Candé e posse ilegal de arma. A presidente do coletivo de juízes disse não existir “qualquer dúvida” da motivação por ódio racial porque embora tenha sido alegado que a discussão foi originada por causa de um cão, todas as expressões utilizadas como “preto de merda, vai para a tua terra” e “a tua mãe devia estar numa senzala” o provam.
O tribunal determinou ainda o pagamento de uma indemnização cível de 160 mil euros aos três filhos de Bruno Candé, por danos de morte e danos não patrimoniais. Em 27 de julho de 2020, André Ventura afirmava que não se tratava de racismo, mas agora ficou provado o contrário:

Podem colocar a minha mão no ar e fazer as especulações que entenderem. Este caso não se tratou de racismo. Não há racismo estrutural em Portugal, há crimes como há em todos os lugares do mundo. Ponto final. E há os coitadinhos da sociedade que acham que os outros têm de trabalhar para eles!

PODE QUERER VER TAMBÉM:

Ministério Público pediu 22 anos de prisão para o Assassino de Bruno Candé motivado por “ódio racial”

Chega critica os Familygates na Política mas tem vários no Partido e na Direção

Partilhe

Leave a Reply