Cheganos Oficiais, Pedro Frazão

Pedro Frazão queixa-se da liberdade de expressão mas terá sido banido do Twitter por “gerir várias contas com propósitos abusivos”

Tal como avançámos ontem, Pedro dos Santos Frazão, deputado do Chega eleito pelo círculo de Santarém, foi banido pela segunda vez em oito meses do Twitter, e por esse motivo não tem agora possibilidade de cumprir a condenação determinada pelo Tribunal de Cascais de se retratar em relação ao Tweet onde acusava Francisco Louçã de “receber uma Avença do Banco Espírito Santo”.
A imprensa faz hoje notícia, e o vice-presidente do partido de André Ventura disse que a sua advogada vai agora enviar um requerimento para o Tribunal a explicar que não será possível cumprir a sentença e “repor a verdade” por já não existir uma conta no Twitter para o fazer. No entanto, não deixa de ser uma contradição, tendo em conta que tinha afirmado que ia recorrer para o Tribunal Superior.
Quanto ao motivo que levou a ter sido banido novamente, o autarca da Câmara Municipal de Santarém diz que foi suspenso sem “qualquer notificação ou pedido de retirada duma publicação:

Parece-me incompreensível este banimento desta via de comunicação fundamental na política moderna.
Pergunto-me: estarei a ser alvo de algum tipo de censura ideológica?
O valor da liberdade de expressão tem de ser respeitado pelas Big Tech
Estou a considerar dirigir-me aos tribunais de forma a fazer valer esse meu direito constitucional.

Segundo o Twitter a segunda conta de Pedro Frazão foi bloqueada ontem devido às regras dessa rede social no que diz respeito a gerir várias contas com propósitos abusivos:

Violating our rules against managing multiple Twitter accounts for abusive purposes.

PODE QUERER VER TAMBÉM:

Deputado do Chega foi banido pela segunda vez do Twitter e agora não pode cumprir a condenação de se retratar

Francisco Louçã não perdoa o “Mentiroso” Pedro Frazão e espera ansioso que ele recorra para Tribunais Supremos

Vice-Presidente do Chega publica Fake News e promove a Xenofobia com Foto e Título falsos!

Partilhe

Leave a Reply