Cheganos Oficiais, Luís Miguel Mendes

Ex-Presidente da Distrital de Coimbra do Chega foi suspenso por um ano

Luís Miguel Mendes, ex-Presidente da Direção Distrital de Coimbra do Chega, foi suspenso por um ano pelo Conselho de Jurisdição Nacional, e nós esperamos que continue a pagar as quotas. O militante nº 1056 do partido de André Ventura, Key Account Manager de uma empresa farmacêutica, que já tinha deixado as funções na Direção da Distrital no dia 25 de janeiro, devido a “calúnias e difamações proferidas nas Redes Sociais”, afirmou no final de Junho que André Ventura sabe quem o rodeia, sabe quem são as pessoas inúteis, e que o partido não se pode dar ao luxo de abdicar do chico espertismo de alguns.
Mensagem publicada na Distrital do Chega de Coimbra:

Caros Cidadãos e Cidadãs do Distrito de Coimbra
Amigos e Amigas Militantes do partido CHEGA
A Distrital de Coimbra do Partido CHEGA, informa que, respeitando o nosso Líder e Candidato a Presidente da República Dr. André Ventura, se demarca de todos e quaisquer acontecimentos ocorridos no dia 19 de Janeiro.
Os acontecimentos verificados no dia acima referido, são da única e exclusiva responsabilidade de alguns elementos da estrutura do partido CHEGA, já devidamente identificados.
Desta forma e perante todas as calúnias e difamações proferidas nas Redes Sociais, informamos todos os militantes e simpatizantes do Partido CHEGA do Distrito de Coimbra, que nos manteremos em funções até ao próximo dia 25 de Janeiro.
Cumpre-nos informar, que iremos tomar todas as medidas necessárias, no sentido de identificar pormenorizadamente todos os actos ocorridos na Praça 8 de Maio em Coimbra, que em nada dignificaram os cidadãos de Coimbra e muito menos a Campanha Presidencial do Dr. André Ventura.
Em suma, a Distrital de Coimbra não se encontrou representada nesta acção de campanha, por motivos, também eles a identificar e expor após as Eleições Presidenciais.
A Comissão Política da Distrital de Coimbra em funções, ASSUMIU, ASSUME e ASSUMIRÁ SEMPRE a sua posição incondicional de apoio à Candidatura do Dr. André Ventura à Presidência da República.
Iremos estar UNIDOS em prol do Partido CHEGA e do Dr. André Ventura.
Dia 24 de Janeiro, TODOS SEREMOS ANDRÉ VENTURA.
Coimbra, 20 de Janeiro de 2021
O presidente da Distrital de Coimbra do partido CHEGA
Luís Miguel Mendes
“TODOS SOMOS POUCOS”

Luís Miguel Mendes, escreveu na sua página no dia 28 de junho:

O que eu estou a pensar!!!
😳😳😳
É que André Ventura tem de dirigir um partido.
Com pessoas válidas, que ele sabe quem são, com pessoas úteis, que ele sabe quem são e com pessoas inúteis, que ele sabe quem são. Mas André Ventura tem de continuar a construir a obra que criou.
Agora… não tenham dúvidas que AV sabe quem o rodeia… tem de viver com todos os mencionados. O CHEGA é um partido que não se pode dar ao luxo de abdicar da boa vontade, disponibilidade, valor ou chico espertismo de alguns. Nesta altura o importante é crescer e dar expressão ao CHEGA no panorama político Nacional.
MAS NUNCA MENOSPREZEM AV POR DAR COBERTURA A ALGUMAS SITUAÇÕES!
AV sabe bem o que quer para o partido e a altura do crivo há-de chegar.
Grande abraço André Ventura, com quem tive o privilégio de privar.

PODE QUERER VER TAMBÉM:

Candidata do Chega a Vendas Novas vende artigos de Bruxaria e dá consultas de Cartomancia no Facebook

Chega critica os Familygates na Política mas tem vários no Partido e na Direção

Ex-marido da Vice-Presidente e o irmão do Secretário do Chega de Braga são suspeitos de liderarem rede de traficantes de armas

Partilhe

Leave a Reply