Cheganos Oficiais, Hernâni Costa, Pedro Pessanha

Ex-Líder do Chega em Torres Vedras revela “perseguição” e os motivos para o seu afastamento

Hernâni Costa, militante n.º 30 do Chega e ex-Líder do partido de André Ventura em Torres Vedras, fez um comunicado no seu Facebook onde afirma que é “perseguido” e onde revela os motivos para o seu afastamento: “com o crescimento, certas pessoas se aproximam, certas ‘ganâncias e oportunidade de atingirem objetivos pessoais’ se infiltram”. Segundo Hernâni Costa esta situação tem o aval de presidente da Direção da Distrital, Pedro Pessanha.

Conforme tinha informado no fim da semana passada, esta semana iria efetuar um comunicado.
Como grande maioria sabe, antes do CHEGA ser partido, já eu andava na rua a recolher assinaturas para a sua formação. Assim foi, e mais pessoas se uniram a este partido, que originou que eu tivesse sido o primeiro coordenador do CHEGA de Torres Vedras, com uma equipa fantástica, que muito me orgulho, de termos trabalhado juntos em defesa do CHEGA nacional e local. Acontece que…. Com o crescimento, certas pessoas se aproximam, certas “ganâncias e oportunidade de atingirem objetivos pessoais” se infiltram.
Muitas pessoas me questionam o que se passa com o CHEGA em Torres Vedras, se ainda existe e outras coisas mais.
Sinto assim o dever de fazer este esclarecimento (longo) público.
Até Fevereiro passado, estive a coordenar o Núcleo do CHEGA de Torres Vedras, nessa altura a Distrital, perante ter contacto de elementos “mais profissionais” (que já andavam desde Dezembro a “fazer o seu trabalho de corredores”), assim como tendo conhecimento de que eu tinha sido acusado de algo, processo que já está arquivado. Iniciou um processo para o meu afastamento, o qual originou a minha substituição por um elemento (bom elemento), que já fazia parte da anterior equipa. Mas…. Foi apenas o início de uma perseguição que originou a desmotivação e que todos os elementos da concelhia se afastassem. Surgiu então os “novos” que têm o feito em Torres Vedras, o que todos têm visto nos últimos meses.
Ainda foi criado um grupo de trabalho, onde estavam os antigos e os do “corredor”, mas era apenas “fachada”, pois na semana passada tive o conhecimento da existência de um grupo de trabalho do CHEGA de Torres Vedras, criado pelo grupo do “corredor” e com o conhecimento da Distrital.
Assim, venho por este meio informar que, tal como os antigos elementos se afastaram de toda a atividade local do partido CHEGA, apenas se mantendo como militantes, eu sou apenas mais um militante do CHEGA. Eu e os outros elementos não iremos fazer parte das listas autárquicas, neste Concelho.
Nada iremos intervir, apenas como militantes e cidadãos comuns, verificar as prometidas listas a todos os concelhos do distrito de Lisboa, assim como as listas a todas as freguesias de Torres Vedras.
Depois das eleições autárquicas falaremos, como militantes ou meros eleitores.
Hernâni Costa
Militante n.º 30

Nas respostas à sua mensagem, esclareceu ainda que “esta situação acontece, com o aval da Distrital de Lisboa também”, mais precisamente o presidente da Direção da Distrital, “Pedro Pessanha”.

Partilhe

Leave a Reply