Cheganos Oficiais, Rui Paulo Sousa

Dirigente que meteu de castigo cerca de uma centena de militantes do Chega perdeu a eleição para vice-presidente da Assembleia da República

Nova liderança, nova estratégia, com a normalização da extrema-direita, até porque pode dar jeito para chegar ao governo. Os deputados do PSD receberam hoje do líder do grupo parlamentar, numa decisão concertada com o líder do partido, Luís Montenegro, a indicação para votarem a favor da nomeação de Rui Paulo Duque de Sousa, o ex-partido Aliança de Santana Lopes, para vice-presidente da Assembleia da República indicado pelo Chega.
Mas apesar de ter conseguido 64 votos a favor (contra 137 brancos e 12 votos nulos), muito melhor resultado que os seus camaradas de bancada, que nas votações anteriores conseguiram apenas 35 votos (Diogo Pacheco de Amorim) e 37 votos (Gabriel Mithá Ribeiro), o dirigente que meteu de castigo cerca de uma centena de militantes do partido de André Ventura não conseguiu os votos de toda a bancada do PSD (77) e perdeu a eleição para vice-presidente da Assembleia da República, pois só são eleitos se obtiverem maioria absoluta dos votos dos deputados em efetividade de funções.

PODE QUERER VER TAMBÉM:

Candidato do Chega a Vice-presidente da Assembleia da República diz-se vítima de racismo no Parlamento

Jornalista da CNN/TVI desmente deputado do Chega que se sentiu discriminado

Candidatos do Chega a Vice-presidente do Chega só conseguiram 35 e 37 votos cada um “É a Democracia a funcionar”

Partilhe

Leave a Reply