Cheganos Oficiais, João Gonçalves

Candidato do Chega à Câmara de Reguengos de Monsaraz usou o “método infalível” e rádio acusa-o de “Cuspir no prato da sopa” que nos dão

João Manuel dos Santos Gonçalves, candidato do Chega à Câmara Municipal de Reguengos de Monsaraz usou o “método infalível” e não compareceu na entrevista e no debate organizado pela Unirádio.
O mesmo aconteceu com o candidato da CDU, António Colaço, que terá segundo publicação da Rádio no dia 26 de agosto respondido ao convite para o debate: “não estou de todo disponível na Sexta-feira às 18h por motivos profissionais.”
No que diz respeito à entrevista ao candidato do Chega, conhecido como Nené Gonçalves, marcada para dia 10 de setembro, a rádio fez várias publicações no Facebook a anunciar a sua presença, a última das quais feita quatro horas antes da entrevista.
A semana passada, João Gonçalves escreveu na sua página: “Grande campanha negativa da Unirádio, contra o Chega. Obrigado jornal da Palavra, pela isenção”.
A Rádio reagiu a essa publicação no dia 17 de setembro:

“Cuspir no prato da sopa” que nos dão, é revelador do carácter e personalidade de qualquer ser humano! “Queimar” a estação de rádio que lhe dirigiu por escrito convites vários para entrevistas a 13/7 para estar na emissão de 10/9, a todos os seus candidatos às 4 freguesias do concelho em 6/9 para mail de comunicações que nos indicou, não comparecer nem educadamente avisar do desinteresse que publicitámos até aos últimos instantes, nem dar a conhecer aos seus pares candidatos a Presidentes de Junta os convites endereçados aos mesmos, não conhecer e cumprir a legislação dos tempos de antena – normas processuais da CNE, são no todo, graves descuidos/incompetências para a assunção de tamanha ambição pessoal no cargo a que se posiciona.
Contrariamente ao slogan falso que publicita, a denegrir o trabalho sério que estamos a fazer e é publico, a UNIRADIO lamenta as suas ausências e os concidadãos de REGUENGOS ficam mais pobres pelo seu silêncio.
Aproveitamos para o lembrar publicamente, que ainda está convidado para o debate conjunto da próxima terça feira, onde esperamos tenha a coragem de estar.
Caro Nené Gonçalves, como se alcunha na rede social, não lhe permitimos desaforos em nome da honra e dos profissionais que nesta antena trabalham. Não brinque com gente séria.
Obrigado.

Ontem foi dia de debate, e o moderador antes de o iniciar leu a informação que o candidato do Chega enviou na véspera:

Não vamos estar presentes no debate, o tempo de antena que nos seria destinado ofereço aos candidatos que já ganharam as eleições, PS e PSD, aproveito para desejar as maiores felicidades para todos os candidatos no dia 26 de setembro, e agradeço à Rádio pelo convite.

O candidato da CDU também não esteve presente e o moderador do debate, António Luís, não fez nenhum comentário sobre isso (provavelmente o candidato não enviou comunicado para a Rádio, e por isso a sua foto foi publicada no Banner ainda na véspera do debate), o que motivou reação por parte de João Gonçalves:

Ao aperceber me de uma coligação PS com o PSD, ( onde é publico que despem a camisola da cor politica, ( alguem o disse já por duas vezes, não eu), declinei ir ao debate,assistiram como o debate se iniciou? (O Chega cedeu o seu tempo de antena aos vencedores das eleições,disse o moderador.(palavras minhas) Ouviram algum interveniente manifestar se? (zero.),ouviram o moderador dizer que outro candidato não esteve presente? (o da CDU) não.( mas viram a foto do candidato do CHEGA,sair do post no Facebook de quem organizou e bem o debate) ,mas só saiu o do CHEGA, ficaram lá 3 candidatos,mas só estiveram 2 presentes. Foi o silêncio total.(ninguém mas mesmo ninguém ouviu,falar a palavra CDU) Tirem as vossas elácões,e no final,irão dar razão ao CHEGA,vai ficar tudo igual. AGORA PERCEBAM,PORQUE DIZEMOS,CHEGA. A MUDANÇA ESTÁ EM NÓS. (É fácil em politica iludir as pessoas,com falsas promessas eleitorais,mobilizar 200 a 300 pessoas que andam atrás de um candidato,com o intuito de derrotar o que já CHEGA, ( o PS) mas como os interesses pessoais e sede de poder são mais fortes que tudo,até as próprias 200,300 pessoas,no final das contas,vão ver que foram utilizadas,para atingir fins nunca conseguidos em 45 anos. LAMENTÁVEL. ( Mas no final de tudo isto;irei publicar uma SMS,enviada por alguém em Junho,para a minha pessoa já candidata pelo CHEGA para ficarem a saber o que é a politica, e os interesses pessoais,(NÃO, NÃO SÃO MAIS PELAS PESSOAS),o CHEGA vai continuar pela VERDADE,e PRESENTE POR TODA A GENTE. Mas como estamos pela verdade a SMS não vai ser publicada no final de tudo isto, vai ser publicada sexta feira;para que tirem as vossas elacões. VOTEM CHEGA

PODE QUERER VER TAMBÉM:

A não comparência dos candidatos do Chega nos debates autárquicos é o método infalível mas há quem não cumpra (Ricardo Araújo Pereira)

Candidata do Chega à Câmara de Mourão usou o Método Infalível: “O futuro não será decidido com debates”

Candidato do Chega a Reguengos de Monsaraz é acusado de não pagar as dívidas e foi atingido a tiro num testículo em 2008

Partilhe

Leave a Reply