Anti Cheganos

Candidato a líder do sociais-democratas afasta diálogos com o Chega “Na casa do PSD não cabem racistas, xenófobos e populistas”

Jorge Moreira da Silva apresentou a sua candidatura à liderança do PSD com o objetivo de renovar o partido e reformar a política, e assume como objetivo clarificar a natureza com outros partidos, afastando diálogo com o Chega. O ex-vice-presidente do PSD não deixou dúvidas em relação ao partido de André Ventura:

Comigo, não. Na casa do PSD não cabem racistas, xenófobos e populistas.

Moreira da Silva afasta-se da posição de Luís Montenegro, que apresentou a sua candidatura há duas semanas procurando posicionar o PSD como o líder da “grande família não socialista”, onde se incluem todos os partidos à direita do PSD. Excluir o Chega foi um dos eixos centrais da intervenção de apresentação da candidatura de Jorge Moreira da Silva:

Não somos um partido de nicho, com reservas quanto ao combate às alterações climáticas e ao papel essencial do Estado na provisão de serviços universais na saúde e na educação. Somos um partido que não admite, em qualquer circunstância, dialogar e negociar com forças populistas e extremistas.

PODE QUERER VER TAMBÉM:

André Ventura promete Guerra no Parlamento e diz que os deputados do PSD e do IL são umas Múmias

Secção do PSD Paris desmente André Ventura “É fácil perceber o que vale realmente o Chega”

Sociais-democratas reforçam palavras de Rui Rio “PSD é um partido fundador da Democracia e não negoceia com quem não é fiável”

Partilhe

Leave a Reply