Carlos Furtado, Cheganos Oficiais, José Pacheco

André Ventura retirou confiança política a Deputado do Chega nos Açores

Depois de Carlos Furtado ter desistido pela segunda vez da liderança do Chega dos Açores, André Ventura retirou-lhe a confiança política, avançando que o também deputado deixa de representar o partido na Assembleia Regional, ficando como independente.

  • 14 de março: Carlos Furtado apresentou a sua primeira demissão da liderança do partido nos Açores, em causa divergências com o outro deputado do Chega dos Açores, José Pacheco.
  • 1 de maio: Carlos Furtado foi reeleito Líder do Chega Açores para um mandato de três anos.
  • 3 de junho: Direção Regional dos Açores do Chega deliberou que Carlos Furtado seria o único deputado mandatado para representar o partido na Assembleia, eventos e ações políticas, sem exceção, entre as quais se incluem representações, declarações e publicações sobre o Chega.
  • 11 de julho, Carlos Furtado, líder do Chega Açores, volta a apresentar a sua demissão da liderança do Chega Açores, por estar sob uma “grande carga emocional”
  • 14 de julho, André Ventura retirou a confiança política ao presidente do Chega Açores, Carlos Furtado, avançando que o também deputado deixa de representar o partido na Assembleia Regional.
PODE QUERER VER TAMBÉM:

Deputado do Chega nos Açores acusa o partido de Lei da Rolha e de serem Ditadores

Deputado do Chega nos Açores acusa Líder do Chega no Açores de “terrorismo psicológico”

Chega critica os Familygates na Política mas tem vários no Partido e na Direção

Partilhe

Leave a Reply