André Ventura, Cheganos Oficiais, Rui Rio

André Ventura recebeu quase 76 mil euros do Estado para a sua Bolsa de Investigação

Muito se tem falado nos últimos dias sobre a nomeação de Pedro Adão e Silva para “comissário executivo” das celebrações dos 50 anos do 25 de Abril, em 2024. O militante do PS e comentador político na comunicação social vai receber mais de 4.500 euros brutos por mês, durante cinco anos e meio, para preparar o programa de festas. Para Rui Rio, líder do PSD, é “escandaloso” e é um “pagamento” ao comentador político pelos “serviços prestados” por este ao Partido Socialista.
André Ventura, que não perde uma oportunidade para se mostrar ser contra o sistema, recebeu quase 76 mil euros (2105 euros por mês) do Estado para a sua Bolsa de Investigação. O líder incontestado do Chega também reagiu na sua página no Facebook para criticar a nomeação de Pedro Adão e Silva:

Um Governo que vai gastar 4600 euros por mês com um boy/ comissário para os festejos do 25 de Abril, mais ajudantes e motoristas, devia ter vergonha quando vem à Assembleia da República dizer que não há mais dinheiro para a educação!

Links para o site da Inspeção-Geral de Finanças onde se verificam os valores atribuídos para a Bolsa de Investigação da Fundação para a Ciência e a Tecnologia para um doutoramento em Direito Público na Universidade de Cork, Irlanda, de André Claro Amaral Ventura:

Partilhe

Leave a Reply